Goiânia libera comércio não essencial por mais 7 dias

No dia 1º de junho, cenário na capital será reavaliado de acordo com os dados epidemiológicos da Covid-19

Comércio em Goiânia - Foto: Divulgação/Governo de Goiás

A Prefeitura de Goiânia prorrogou por mais 7 dias o funcionamento do comércio essencial e não essencial.

O decreto assinado pelo prefeito Rogério Cruz foi publicado nesta 4ª feira (26).

Devem vigorar as mesmas regras já vigentes para os estabelecimentos, que permite abertura todos os dias da semana e sem restrição de horários.

No dia 1º de junho, a Prefeitura irá reavaliar a situação, de acordo com os dados epidemiológicos da pandemia de coronavírus na capital.

Regras

Atividades religiosas e quadras esportivas mantém a limitação de 30% da capacidade.

Bares e restaurantes poderão funcionar com lotação em 50%, e o máximo de 8 pessoas por mesa.

Música ao vivo continua permitido, desde que seguindo as regras do decreto anterior, do dia 11 de maio.

Escolas continuam liberadas para receber alunos presencialmente.

As empresas de construção civil deverão manter o transporte dos funcionários.

Já a limitação no transporte coletivo, que prevê o embarque prioritário, continua valendo.

Parques Mutirama e Zoológico recebem 50% da capacidade.

Festas e eventos também podem funcionar com 50% da capacidade, como já estava previsto anteriormente.

Feiras livres permanecem liberadas.

Uso de máscaras, distanciamento social e higienização das mãos ainda são recomendados.

Comentários do Facebook