Brasileirão: primeiras projeções apontam briga contra o rebaixamento para o Goiás

Para apostadores, Bolívia e Catar têm quase o dobro de chances de ganharem a Copa América do que o esmeraldino de ser campeão brasileiro

Goiás Brasileirão

O Goiás é uma das maiores sensações quando o assunto é campeonato estadual em 2019.

Após uma primeira fase excelente, o torcedor esmeraldino naturalmente tem as expectativas no alto para o restante da temporada.

No entanto, a campanha positiva não alterou muito as projeções externas da equipe para o Brasileirão deste ano.

Único representante do futebol goiano na elite, a cotação do Goiás para ser o campeão do Brasileirão está ao lado de times como Fortaleza, Chapecoense e Ceará.

O cenário não deve mudar antes do início do campeonato e em sites de apostas de futebol como Betway a projeção do Goiás provavelmente seguirá assim.

Para se ter uma ideia, a cotação para o Goiás ser campeão está em R$ 100 para 1.

Isso é quase o dobro do que a projeção para a Bolívia ou o Catar vencerem a Copa América deste ano — ambos estão em R$ 51 para 1.

As projeções não desanimam o Goiás. A equipe está de volta à elite do futebol brasileiro após quatro anos de ausência, visto que a última participação havia sido em 2015.

A boa campanha que se traduziu no acesso para a Série A em 2018 resultou em uma mudança drástica na fase da equipe, pois nas duas temporadas anteriores o clube esmeraldino não conseguiu lutar pela subida.

O momento negativo que o Goiás viveu entre 2016 e 2017 se refletiu no futebol do Estado.

Com o passado recente superado, uma das promessas para a equipe em 2019 é o meia-atacante Marlone.

O jogador de 26 anos já foi uma das principais revelações do futebol brasileiro e passou por Vasco, Cruzeiro, Fluminense, Corinthians e Sport.

No entanto, ele ainda não se firmou e busca finalmente ter sequência no Brasileirão.

Emprestado pelo Corinthians, Marlone sonha alto para a nova temporada.

“Chego pensando alto. Não é momento de prometer, mas sim de trabalhar muito. Temos uma comissão técnica muito profissional que vem nos preparando. Quero fazer um grande ano junto com nossos companheiros”, afirmou o meia-atacante.

Para o Brasileirão, o Goiás terá Maurício Barbieri como treinador.

Maurício Barbieri Goiás Brasileirão
Contratado para a temporada 2019, Maurício Barbieri é uma das revelações no cargo de treinador | Foto: Rosiron Rodrigues

O jovem comandante teve uma passagem de altos e baixos pelo gigante Flamengo em 2018 e busca se firmar como um nome importante no cenário do futebol brasileiro.

Otimista para a temporada, Barbieri espera que o Goiás seja bem competitivo. “Estamos montando um time digno de primeira divisão. O grupo está realizando um grande trabalho e tem um bom futuro pela frente”, aponta.

Torcida do Goiás Brasileirão
Torcida esmeraldina durante jogo do Goiás | Foto: Acervo Goiás

Do time que subiu para a primeira divisão, nem todos serão titulares para o Brasileirão — longe disso.

O clube esmeraldino já realizou mais de 15 contratações e isso inclui jogadores conhecidos como o goleiro Sidão (ex-São Paulo), o zagueiro Rafael Vaz, o atacante Brenner (emprestado pelo internacional) e outros.

Na montagem do elenco para a nova temporada, a diretoria priorizou pela experiência de jogadores que já contam com passagem na Série A.

Com grandes ambições, Barbieri não pensa só em salvar o Goiás do rebaixamento: “Toda equipe que consegue o acesso, sempre tem uma preocupação que é a permanência, mas essa tem que vir como consequência de objetivos maiores.

Assim, temos grandes conquistas para alcançar e buscar vaga para competições internacionais, como Libertadores e Sul-Americana.

Mas a permanência tem que ser consequência da boa campanha.”

Com apenas 37 anos, Barbieri faz parte da nova geração de treinadores do futebol brasileiro que gostam de implementar um estilo de jogo moderno e com posse de bola.

Dessa maneira, o Goiás vem adotando conceitos novos que podem funcionar em um eventual trabalho a longo prazo.

Após remodelar boa parte do elenco, o torcedor tem razão para ficar confiante, visto que o time se entrosou rápido e começou o estadual de maneira consistente.

Como Barbieri disse, toda equipe que sobe para a primeira divisão tem como preocupação principal a manutenção da vaga na Série A e nunca é bom tentar um passo maior do que a perna.

Para o Goiás, por mais que o otimismo esteja presente, isso não é diferente.

O time precisa pensar a longo prazo, cravar raízes novamente na elite do futebol brasileiro para no futuro sonhar pra valer com grandes campanhas.

Veja fotos do novo estádio do Goiás


Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter

Comentários do Facebook