dicas fraudes Black Friday
Dicas para não cair em fraudes na Black Friday 2020 | Foto: Reprodução

A Black Friday 2020 está chegando e, apesar de ser uma boa oportunidade para economizar, é importante estar atento a algumas dicas para não cair em fraudes.

Nesse sentido, a Folha Z preparou dicas para o consumidor se prevenir e não cair no “conto do vigário”.

Dicas para não cair em fraudes na Black Friday 2020

1. Aposte na segurança

O grande volume de compras online nesse período é um prato cheio para fraudadores.

Por isso, para garantir uma compra segura, o primeiro passo é checar se o site em que você está navegando é um ambiente seguro.

Nesse período, hackers costumam se aproveitar para roubar dados pessoais e número de cartão de crédito.

Quando acessar a loja online, verifique se antes do “www” tem o protocolo “https”.

Esse “s” significa que o ambiente possui certificado de segurança e atesta que os dados do cliente são protegidos por criptografia.

Além disso, muitas tentativas de fraude chegam através de e-mails falsos com links que se assemelham aos sites verdadeiros e que imitam até mesmo a interface.

É importante se atentar ao caminho que o levou até o e-commerce.

Quando buscar o nome da loja no Google, clique em links patrocinados, os primeiros que aparecem na busca, pois são pagos pela empresa para estar no topo, portanto, oficiais.

Também é importante tomar cuidado com links divulgados pelo WhatsApp ou Facebook e prestar muita atenção antes de clicar em qualquer link de promoção.

Quando a esmola é grande, o santo desconfia.

sites seguros
Tenha certeza que o site em que você está navegando é seguro antes de efetuar uma compra | Foto: Reprodução

2. Compare preços

Alguns comércios costumam subir os preços dos produtos dias ou semanas antes da Black Friday.

Em seguida, quando chega o período do evento, os valores voltam a ter o preço original ou, em algumas ocasiões, até encarecem.

Dessa forma, esses comércios acabam criando uma falsa sensação de desconto. Portanto, compare os preços das últimas 4 semanas, pelo menos.

O site Black Friday fiscaliza as promoções e oferece dicas para os consumidores; o Buscapé mostra gráficos dos preços e o Reclame Aqui checa a reputação das lojas.

compare preços
Dica nº 1: compare os preços das últimas semanas para não cair em fraude | Foto: Reprodução

3. Cartão virtual

Alguns bancos oferecem ao cliente o cartão de crédito virtual, que é usado exclusivamente para compras pela internet.

Mas qual a diferença dele para o cartão físico?

A resposta está na segurança. O cartão virtual evita clonagem e roubo dos dados, dificultando a ação de hackers.

Outra vantagem é a facilidade com que o cliente consegue bloqueá-lo, caso suspeite de alguma fraude.

cartão crédito virtual
Caso possua, utilize seu cartão virtual | Foto: Reprodução

4. Atente-se para o frete

Lembra da 2ª dica sobre preços? Pois bem, às vezes o estabelecimento até abaixa o preço do produto, mas sobe o valor do frete.

Em alguns casos, se você fizer as contas o valor final ficará igual ou superior do que aquele cobrado antes da Black Friday.

Assim, procure outra loja que realmente esteja com os preços em desconto.

preço do frete
Esteja atento também ao frete | Foto: Reprodução

5. O preço está diferente do anúncio?

Outro fato importante para se atentar é checar se o valor do produto é o mesmo que você viu no anúncio.

Algumas fraudes são facilmente detectadas se o preço ofertado está diferente daquele quando o carrinho é fechado.

Durante a Black Friday, é uma prática bastante comum, dado o aumento do número de anúncios na internet.

cuidado anúncio falso
Atenção para os anúncios | Foto: Reprodução

Desconfie e cheque sempre. Fique atento também a outras dicas que encontrar.

Boas compras!

LEIA MAIS ➡️ Clubes liberados em Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook