Homem é decapitado em Goiânia e polícia acredita em acerto de contas

Violência é um dos temas mais recorrentes nos noticiários goianos (Foto: Ilustrativa)
Homem decapitado estaria sendo ameaçado por grupo criminoso (Foto: Ilustrativa)

Um corpo decapitado foi encontrado na manhã de domingo (15) em Goiânia. A vítima estava sob uma árvore no km 3 da Avenida Valter Carneiro, no Residencial Orlando Morais e foi identificada como Adenir Francisco de Souza Júnior, de 23 anos.

Foi um grupo de ciclistas que fazia trilha pela via que encontrou a cena e alertou a polícia. A cabeça do homem estava a mais de um metro do corpo e apresentava várias marcas de tiros.

Investigando o local do crime, a polícia encontrou do outro lado da rua um Honda Civic (placa MGT-3498). O veículo foi reportado como roubado no último dia 12, no Setor Santo Hilário, e teria sido abandonado no Residencial Orlando Morais.

LEIA MAIS: Folha Z divulga editorial em resposta à comunicação do Governo de Goiás

A investigação preliminar não deixa claro, no entanto, qual seria a ligação entre a vítima e o carro roubado, que tem perfurações de tiros vindos de dentro do veículo.

A vítima 

Adenir trabalhava em um pitdog na Vila Pedroso e estava desaparecido desde a noite de sábado (14). Pessoas próximas a ele relataram que Adenir era constantemente ameaçado por criminosos da região. A vítima os teria denunciado para a polícia e teria comprado uma arma para se defender.

O delegado adjunto da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), Paulo Ribeiro, esteve no local do crime e informou que a polícia trabalhe com a hipótese de que o homicídio tenha sido motivado por acerto de contas.

Comentários do Facebook