Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Presidente da República, governador de Goiás e prefeito de Goiânia (Foto: Montagem)
Presidente da República, governador de Goiás e prefeito de Goiânia (Foto: Montagem)

Hora da verdade

Vem aí a prova de fogo para auxiliares do governador Marconi Perillo e do prefeito Paulo Garcia que tanto falam em melhora nos índices de aprovação dos respectivos governos. Dois institutos de pesquisa já mobilizam entrevistadores para a coleta de dados sobre a avaliação do primeiro semestre de Marconi e Paulo. A presidente Dilma também será incluída, mas nesse caso o resultado negativo já é esperado, restando apenas o percentual do buraco.

Clima hostil

Não foi apenas a complexidade de abordagens que cerca a proposta de redução da maioridade penal o motivo da reviravolta no plenário da Câmara dos Deputados. Nova derrota do presidente Eduardo Cunha comprova o quanto diminuiu a sua força junto aos demais colegas. Assessores próximos têm recomendado ao peemedebista mais prudência e tolerância no trato com parlamentares, servidores e imprensa. Cunha coleciona desafetos desde a posse e hoje paga o preço pela arrogância.

Vice-presidente do Brasil Michel Temer, do PMDB (Foto: Reprodução)
Vice-presidente do Brasil Michel Temer, do PMDB (Foto: Reprodução)

Corda bamba

Quando o PMDB pragmático de Brasília – leia-se Temer, Calheiros, Cunha, Barbalho, Padilha e Raupp – enumera uma série de motivos para se distanciar do barco governista, Dilma Rousseff pode tirar a bicicleta da garagem. A presidente terá que pedalar muito para não perder o pouco que resta da sua frágil sustentação politica. Respaldo popular, segundo a última pesquisa Ibope, virou pó e a rejeição estratosférica uma unanimidade nacional.

Ontem e hoje

O encontro entre Barack Obama e Dilma Rousseff na Casa Branca foi o termômetro entre dois governantes em caminhos opostos: o americano recuperando prestígio interno após sucessivos solavancos administrativos e a brasileira afundada em crise política e econômica poucos meses depois da reeleição.

Guerra em campo

Deu a lógica na final da Copa América/2015. Chile e Argentina apresentaram, disparado, o melhor futebol e chegam à decisão em pé de igualdade. O ligeiro favoritismo de los hermanos pode ser abafado pela disposição e entrega dos anfitriões. Um jogo pra ficar na história: Chile em busca do primeiro título da Copa América e a Argentina sem alcançar uma conquista em campeonatos profissionais há 22 anos. Paraguai, Peru, Brasil, Colômbia e Uruguai foram meros coadjuvantes na competição.

Consolo

Pelas campanhas apresentadas até agora por Goiás, Atlético e Vila Nova no Campeonato Brasileiro, cresce entre torcedores dos três clubes nas redes sociais a expectativa de acontecer pelo menos um minicampeonato goiano na Série B em 2016. “A justificativa para um suposto rebaixamento do Goiás seria o aumento da rivalidade com Atlético e Vila na disputa da mesma competição”, observou o torcedor Sérgio Dias.

Comentários do Facebook