JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

Dupla do barulho

Demóstenes
Ex-senador Demóstenes Torres

Não há inferno astral que dure a vida inteira. O ex-senador Demóstenes Torres, aos poucos, volta a ocupar espaço nas colunas sociais. Os registros sempre estão relacionados a restaurantes, cafés e livrarias. Em sua última aventura gastronômica, Demóstenes teve a companhia do não menos polêmico Maurício Sampaio, presidente do Atlético/GO e acusado de ser o mandante do assassinato do cronista esportivo Valério Luiz em julho 2012.

Click na cabeça

Para Marconi Perillo imagem é tudo. Por isso ninguém estranhou a pirotecnia do governador e comitiva em busca de uma fotografia ao lado do Papa Francisco no Vaticano. A bênção a Marconi era o principal fato da viagem à Europa. O episódio lembra a atriz Mara Manzan, falecida em 2009, e que ficou eternizada com o bordão “cada mergulho é um flash” na novela O Clone.

Dever de casa

(Foto: Lailson Damasio/Jornal Opção)
Paulo Garcia e Marconi Perillo (Foto: Lailson Damasio/Jornal Opção)

No papel, as medidas impactantes e a volumosa economia são uma beleza. Marconi Perillo e Paulo Garcia conseguiram privilegiado espaço na mídia para anunciar com estardalhaço a redução da máquina administrativa que eles próprios incharam. Não estão fazendo mais do que a obrigação, uma questão de sobrevivência e visibilidade política. Resta saber quem terá firmeza e competência para levar o enxugamento até o fim e colocar a casa em ordem.

“Vivo em Goiás…”

O deputado federal Daniel Vilela (PMDB) tem batido duro na incoerência de Marconi Perillo em anunciar cortes de R$ 2 bilhões nos gastos de seu governo, principalmente no custeio das secretarias. “Se o quadro era tão caótico, porque o governador não antecipou as medidas em um ou dois anos?”, questionou. Na prática, segundo Daniel Vilela, ficou comprovado que os goianos viviam na terra do faz de conta.

Impasse de sempre

Reunião após reunião o PMDB vai descobrindo que seus problemas não irão acabar com as hipotéticas expulsões de Júnior Friboi e Frederico Jayme. Mesmo que elas venham a acontecer, o partido continuará dividido entre aqueles que pregam a renovação de nomes e práticas políticas e outros que defendem a realidade atual. Um dilema que dura 16 anos e não tem prazo pra acabar.

Só isso?

"50 Tons de Cinza" (Foto: Divulgação)
“50 Tons de Cinza” (Foto: Divulgação)

As duras críticas ao filme 50 Tons de Cinza já eram previsíveis. Afinal criou-se uma expectativa acima do normal sobre o tema em função do sucesso literário. E também porque as mulheres apostavam em cenas mais ousadas e picantes, algo que dificilmente uma adaptação ao cinema conseguiria atingir. Resumindo o sentimento feminino: muita frustração.

Berrante

O sucesso da reprise da novela O Rei do Gado nas tardes da Globo não é comprovado apenas pelos números: algo em torno de 20 pontos no Ibope. O ambiente rural mesclado com histórias de amor e ódio tem deixado muitas televisões ligadas entre 5 e 6 da tarde. A tradição noveleira do brasileiro pode ser observada em oficinas mecânicas, shoppings e clínicas médicas.

Comentários do Facebook