JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

O pacificador

Vice-presidente da República Michel Temer (PMDB)
Vice-presidente da República Michel Temer (PMDB)

Não deixa de ser emblemática a guinada política do vice presidente Michel Temer: de “patinho feio” por quatro anos a principal articulador do combalido Governo Dilma Rousseff. O marido de Marcela Temer, apelidado de mordomo, já avisou que sua principal missão será desarmar os espíritos peemedebistas na Câmara (Eduardo Cunha) e no Senado (Renan Calheiros). Haja jogo de cintura!

Andar de cima

O que muitos não compreendem ou preferem não enxergar em Brasília é que não importa o nome do articulador político do governo, mas sim sua autonomia e respaldo para trabalhar. Ideli Salvati, Aloizio Mercadante, Pepe Vargas, Eliseu Padilha e Michel Temer são apenas nomes se não houver um superior que os valorize. O problema tem DNA conhecido: Dilma Rousseff, governante com indisfarçável ojeriza ao indigesto, porém inevitável jogo político.

Tarde demais

Incrível como o PT de Minas Gerais, leia-se governador Fernando Pimentel, levou três meses para levantar o rombo de R$ 7 bilhões deixado pela dupla tucana Aécio/Anastasia nos cofres públicos do estado. Esse tempo em política é praticamente uma eternidade. A revelação tardia, se os dados realmente estiverem corretos, evitou o contraponto às críticas ao governo Dilma. Hoje, mais parece simples retaliação.

Miopia geral

Governo de Goiás enfrenta uma das piores crises financeiras em sua história e o funcionalismo público e os empresários só enxergam no horizonte problemas municipais e federais. Não se ouve uma crítica ou questionamento ao atraso de salários, obras paralisadas, cobrança de pedágio nas rodovias e projetos que interferem nos benefícios dos servidores. Na imprensa há duas ou três exceções. Como não lembrar de Lulu Santos: “Tudo azul, todo mundo nu…”

Jovair Arantes, deputado estadual pelo PDT
Jovair Arantes, deputado federal (PTB)

Devagar com andor

Senador Ronaldo Caiado e deputado federal Jovair Arantes saíram a campo, depois de conversa nos bastidores, para tentar frear o ímpeto daqueles que cobram rapidez na fusão entre PTB e DEM. Objetivo de ambos é ganhar tempo, pelo menos uns três meses, para encontrar alternativas diante da iminente aliança. Trata-se de uma questão de sobrevivência política para os dois partidos. Caiado e Jovair sabem que o processo é inevitável e só lhes resta espernear.

Contra fatos…

O jornalismo do SBT se especializou, ao longo dos últimos anos, na cobertura da cracolândia da capital paulista. Com imagens exclusivas, a emissora revelou a presença cada vez mais forte da heroína entre usuários e traficantes, superando o crack em alguns momentos. A comercialização é tão organizada, com bancas e divisórias, que chega a lembrar feiras de variedades, como a 25 de Março. Enquanto isso a Prefeitura de São Paulo insiste em afirmar que o número de dependentes químicos vem sofrendo sucessivas quedas.

Resenha

Um grupo restrito de cronistas esportivos tem defendido com unhas e dentes a contratação do técnico Hélio dos Anjos pelo Goiás. Como transita no clube há 20 anos – é sua quinta passagem – o treinador criou vínculo de amizade com alguns profissionais de imprensa e costuma recebê-los informalmente com mordomias etílicas e gastronômicas. Os encontros receberam o apelido de “Confraria do Hélio”.

Comentários do Facebook