Novas catracas de ônibus em Goiânia terão reconhecimento facial

Usuários vão precisar fazer migração do cartão para o novo sistema. Nos próximos meses, as máquinas ainda receberão incrementos, como os pagamentos com cartão de crédito, débito, QR Code e também conta corrente virtual

Ônibus de Goiânia
Transporte coletivo passará a operar com nova tecnologia | Foto: Divulgação CMTC

Novas catracas instaladas nos ônibus do transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia passarão a operar no próximo sábado (23).

Uma das novidades é o reconhecimento facial dos beneficiários de viagens gratuitas.

O diretor Executivo do Redemob consórcio, empresa que gere o sistema, Leomar Avelino, disse que a nova tecnologia permitirá ainda a recarga do Sitpass a bordo dos veículos.

Segundo ele, a migração dos usuários para os novos equipamentos deve ocorrer de forma tranquila.

A recomendação é que na primeira validação do Sitpass o usuário retire o cartão da carteira ou bolsa.

Reconhecimento facial

Avelina esclarece ainda que a biometria facial será iniciada com os idosos e no decorrer do semestre a tecnologia será usada para os demais beneficiários.

Ao todo foram investidos cerca de R$ 16 milhões com a nova tecnologia.

Entenda como migrar seu sitpass

Equipamento para liberar catraca
Nas novas máquinas será possível recarregar o sitpass dentro do ônibus | Foto: Divulgação CMTC
  • O usuário deve retirar o cartão da bolsa ou carteira;
  • Aproximá-lo na nova máquina (validador amarelo);
  • Aguardar aparecer a mensagem: “Processo Finalizado”;
  • Na sequência, aproximar o Sitpass de novo no validador amarelo e assim será liberada a catraca.

Se o procedimento falhar, o passageiro precisa ir até a bilheteria de qualquer terminal ou Loja SitPass para resolver o problema.

Mais funções

A empresa informou também que ainda neste semestre essas novas máquinas vão receber pagamentos com cartão de crédito, débito, QR Code e também conta corrente virtual.

Passagem de ônibus não vai aumentar na Grande Goiânia em 2021


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook