O leão Anselmo Pereira realiza sonho político. Para Welington, faltou diálogo entre Paço e vereadores

Politicagem Guilherme

Anselmo Pereira, do PSDB, assume pela primeira vez a presidência  da Câmara de Goiânia / Foto: Antônio Silva
Anselmo Pereira, do PSDB, assume pela primeira vez a presidência da Câmara de Goiânia / Foto: Antônio Silva

O Paço está, a cada dia, mais fraco. Tem pouco apoio popular, sei lá, talvez quase nada.  Agora perde a eleição da Mesa Diretora da Câmara para a oposição. Mérito do vereador Anselmo Pereira, do PSDB, que assume a presidência a partir de 2015.

Anselmo (católico fervoroso, que anda com terço no bolso do paletó) está no seu nono mandato como vereador por Goiânia. Nunca escondeu sua vontade (sonho) de presidir a Câmara. Djalma Araújo, do SDD, até brincou: “Se Anselmo não realizasse este sonho, não morreria feliz”. (Risos)

Para Welington faltou diálogo entre Paço e vereadores

O vereador Welington Peixoto, do PROS, confidenciou que um dos motivos da derrota do Paço foi a falta de diálogo entre Paulo Garcia e os vereadores da base. “Paulo não ouviu os companheiros da sua base. Tem que haver dialogo maior entre o Paço e os vereadores, em especial os que estão do lado do prefeito”, disse. Peixoto relatou ainda que o Bloco Moderado, o qual ele integra, procurou se unir com a base. Porém, segundo ele, Paulo Garcia teria dito que era cedo para tratar do assunto.

Thialu Guiotti: homem de confiança do novo presidente / Foto: Valdemy Teixeira
Thialu Guiotti: homem de confiança do novo presidente / Foto: Valdemy Teixeira

Assessoria faz diferença. Parabéns Guiotti

O fato é que Anselmo Pereira soube articular. Foi profissional. Não deixou para a última hora. Vinha articulando desde novembro. Foi um Leão! Estava muito bem assessorado. Thialu Guiotti, homem de confiança do novo presidente, foi fundamental nesta vitória. Guiotti tem percepção política e sabe como poucos auxiliar políticos em momentos delicados.

Já Paulo Garcia deixou para articular faltando poucas horas para a eleição da Mesa Diretora. Tem aquele ditado popular: ‘Quem chega primeiro bebe água limpa’. Paulo chegou por último e agora terá dificuldades para governar. Talvez nem tanto, Anselmo, mesmo sendo da oposição, tem um perfil diferente.  A sorte de Paulo Garcia é que o novo presidente é um político diferenciado. Ele trabalha pensando nas futuras gerações e não nas próximas eleições.

Guilherme Coelho é jornalista por formação 

 

Comentários do Facebook