Pastor de 85 anos é investigado por assediar ao menos 4 fiéis

Uma das vítimas seria uma adolescente de 17 anos, que registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA)

Pelo menos 4 mulheres relataram ter sido vítimas de abuso e importunação sexual por um pastor da igreja Tabernáculo da Fé, em Goiânia, de 85 anos.

De acordo com o advogado do pastor, Osemar Nazareno Ribeiro, as acusações são invenções de uma família que deseja retirá-lo do comando da igreja.

A denúncia mais recente partiu de uma adolescente de 17 anos, que afirmou ter procurado o líder religioso para conselhos sobre seu casamento, que passava por problemas.

“Ele colocou a mão no meu corpo e me deu um beijo. Passou a mão pelos meus seios e desceu até embaixo, quando eu o interrompi. Eu fiquei em choque, nunca na vida eu esperei isso dele”, relatou a jovem.

Ela registrou boletim de ocorrência na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Outras mulheres teriam sido vítimas em supostas investidas anteriores e registraram queixas na Delegacia de Proteção à Mulher (DEAM).

Em 2018, caso similar ocorreu com uma vítima que hoje tem 40 anos.

Um outra mulher, de 37 anos, afirma ter sido beijada sem consentimento pelo pastor em 2015, ao buscar aconselhamento religioso.

Segundo as Investigações, o pastor também é suspeito de ter abusado anteriormente de uma vítima, de 46 anos, por várias vezes, durante os anos de 2002 e 2006.

A Igreja Tabernáculo da Fé ainda não  se pronunciou sobre o caso.

Comentários do Facebook