Polícia Civil procura possível estuprador em série em Goiânia

Com base na descrição de uma das vítimas, o Instituto de Identificação da PC fez um retrato-falado do suspeito

A Polícia Civil (PC) procura um homem suspeito de ser um estuprador em série em Goiânia.

As investigações começaram depois que uma auxiliar de produção, de 43 anos, denunciou que foi vítima de tentativa de estupro.

Uma câmera de segurança registrou o momento do crime, que ocorreu no último sábado (9), por volta de 5h30.

Na denúncia, a auxiliar de produção contou à polícia que 2 colegas de trabalho também foram vítimas do homem, todas no mesmo dia e horário.

Estuprador em série em Goiânia

Segundo a Polícia Civil (PC), os casos de estupro são recentes e ocorreram na mesma região.

Além disso, a delegada responsável pelo caso, Josy Alves, disse que o modo de agir do suspeito é semelhante em todos os crimes.

Entretanto, a PC não divulgou mais detalhes dos casos por se tratar de uma investigação sigilosa.

Na denúncia da auxiliar de produção, ela e as colegas de trabalho estavam de moto quando o suspeito as abordou em outra motocicleta, tentando fechá-las.

Uma dessas vítimas teve a mão e o pé machucados ao se desequilibrar e cair do veículo em que estava quando o homem se aproximou.

Tentativa de estupro

Segundo a auxiliar de produção, que é uma das vítimas, o suspeito se aproximou e ordenou para que ela descesse da moto e subisse na garupa.

Com medo, ela disse que chegou a obedecer o homem, mas percebeu que ele não estava armado e fugiu pedindo socorro.

Ainda conforme a vítima, o suspeito não tentou roubar a moto dela em nenhum momento.

Uma das colegas de trabalho ofereceu o celular ao homem para que ele fosse embora, mas, segundo ela, o autor disse: “Não quero seu celular, quero você”.

Retrato-falado

Com base na descrição de uma das vítimas, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) fez um retrato-falado do suspeito.

A pedido da PC, a Folha Z não divulgará a imagem elaborada pelo Instituto de Identificação.

Segundo a polícia, o retrato serve apenas para investigação e a sua divulgação tem interferido negativamente na apuração do caso.

LEIA MAIS ➡️ Jovem em surto psicótico esfaqueia enfermeiros em Goiânia


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook