Pitbull dilacera rosto e couro cabeludo de mulher em via pública no Paraná

Após o pitbull soltar a vítima, ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que a encaminhou para o hospital da região | Foto: Divulgação
Após o pitbull soltar a vítima, ela foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que a encaminhou para o hospital da região | Foto: Divulgação

Um pitbull atacou mulher por volta de 50 anos na tarde desta segunda-feira, 8, em Nova Esperança, cidade próxima a Maringá, no Estado de Paraná.  O ataque ocorreu em uma via pública quando o cão escapou da propriedade de seu dono e avançou sobre a mulher.

Com muita força na mandíbula, o animal chegou a derrubar a vítima e alcançar a região do pescoço e face da mulher, dominando-a totalmente. Após muitos esforços  de moradores da região, o cão abandou a mulher com ferimentos graves. Segundo testemunhas oculares, mangueira com água e pauladas  foram arremessadas contra o animal, mas só ouve sucesso depois de muita insistência.

O idoso arremessou contra o pitbull cerca de dez golpes para o animal soltar a mulher, afirmou testemunhas do local | Foto Divulgação
Idoso desferiu contra o pitbull mais de dez golpes para que o animal solte a mulher, afirmaram testemunhas do local | Foto Divulgação

A mulher foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que a encaminhou para o hospital da região, onde teve os primeiros atendimentos. Em seguida, ela foi encaminha ao Hospital Universitário Regional de Maringá em um helicóptero.

Responsabilidade

O veterinário Jean Fernandes fez um alerta para donos de cães . “O cão pode se tornar um perigo quando criado de forma reclusa, com restrição de alimentação e espaço, e muitas vezes ensinado a atacar e treinado para morder e não soltar. Os animais nessas condições, quando soltos tornam risco para a sociedade. O pitbull criado como cão de companhia, em contato com outras pessoas e animais tende a ter temperamento mais dócil que a maioria das outras raças”, ponderou o veterinário.

Cão da raça pitbull, ainda sujo de sangue da vítima, foi trancado novamente na residência onde o mesmo tinha fugido. | Foto divulgação

Leia Mais: O misterioso caso dos carros incendiados em Jataí. Foram 9 em dois dias

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook