Goiano leva pitbull em compartimento sem ventilação e cão morre de calor e asfixia

Cachorro morre de calor e asfixia em bagageiro de ônibus em SP | Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental de SP
Cachorro morre de calor e asfixia em bagageiro de ônibus em SP | Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental de SP

Um morador de Goiânia foi autuado após seu cachorro ser encontrado morto dentro do compartimento de carga de um ônibus em Itanhaém, no litoral de São Paulo, no último fim de semana.

O homem e o motorista do veículo são investigados pela Polícia Civil por maus tratos. Eles foram autuados em flagrante em R$ 6 mil cada.

Pitbull provavelmente não conseguiu respirar e morreu antes de chegar ao destino | Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental de SP
Pitbull provavelmente não conseguiu respirar e morreu antes de chegar ao destino | Foto: Divulgação/ Polícia Militar Ambiental de SP

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, o proprietário do cachorro da raça Pitbull é morador de Goiânia (GO) e viajava para passar o Natal na casa de conhecidos. O animal seguia em uma caixa.

LEIA MAIS: Como treinar seu cachorro para não ter medo de fogos de artifício

A viagem

A corporação ainda relatou que, até chegar em Santos, o Pitbull passou bem porque viajou em um ônibus que tinha ventilação adequada no compartimento de carga.

Na segunda parte da viagem, porém, o dono trocou que ônibus para seguir por mais 1h até Itanhaém. O novo veículo não poderia transportar animais na área de bagagens.

A polícia informou que, apesar da resistência da empresa em autorizar o transporte do animal, o passageiro insistiu e o cão acabou sendo acomodado em um compartimento sem nenhuma ventilação.

Sem vida

No final da viagem, o Pitbull já estava sem vida ao ser removido da caixa. A causa da morte, segundo apontou a Polícia Ambiental, deve ter sido a falta de oxigenação somada ao calor (a temperatura chegou a 33ºC no dia).

Um boletim de ocorrência foi registrado para apurar quem participou dos maus tratos e o corpo do animal foi levado para realização de um laudo que aponte a causa da morte.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook