VÍDEO: Testemunhas gravaram ação da PM em ocorrência no setor Morada do Sol, em Goiânia | Foto: Reprodução
VÍDEO: Testemunhas gravaram ação da PM em ocorrência no setor Morada do Sol, em Goiânia | Foto: Reprodução

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra policiais militares espancando um jovem algemado na noite dessa 2ª feira (30) no setor Morada do Sol, em Goiânia.

De acordo com testemunhas, o rapaz tem 19 anos e é entregador de farmácia.

Baleado e preso, ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo.

A ocorrência

A ocorrência iniciou, segundo a polícia, após o jovem ser avistado em uma motocicleta portando um revólver.

Na sequência, ele teria desrespeitado a ordem de parada e acelerado pelas ruas do setor Morada do Sol.

Vídeos gravados por testemunhas também registraram a perseguição.

Veja:

AGORA: perseguição com tiros no Setor Morada do Sol, região Noroeste de Goiânia. Um indivíduo baleado pela polícia próximo à Escola Municipal Professora Leonísia Naves de Almeida. Em instantes, novas informações | #TempoReal #ÚltimasNotícias

Folha Z posted on Instagram: “AGORA: perseguição com tiros no Setor Morada do Sol, região Noroeste de Goiânia. Um indivíduo…” * See 7,501 photos and videos on their profile.

Porém, as imagens não mostram o momento em que, segundo os policiais, o suspeito caiu da moto e teria levado a mão à cintura.

Foi então que os policiais teriam reagido e atirado 2 vezes contra o rapaz, acertando-o na perna e no tórax, de raspão.

Chutes

Em seguida, imagens gravadas de dentro da garagem de uma residência mostram 4 policiais militares chutando o homem, caído, em várias partes do corpo.

Ele leva pontapés no rosto, nas costas, nas pernas e na barriga, até mesmo depois de já algemado.

Ao fundo do vídeo, é possível ouvir uma criança pedindo para que os policiais parassem as agressões: “Chega, moço! Pai, fala para eles pararem!”.

Baleado, o jovem foi encaminhado ao Hugol e passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Polícia Civil

Central de Flagrantes da Polícia Civil em Goiânia | Foto: Reprodução
Central de Flagrantes da Polícia Civil em Goiânia | Foto: Reprodução

Ao jornal “O Popular”, o delegado que recebeu o caso na Central de Flagrantes da Polícia Civil, Dakir Specht, afirmou que o jovem tem antecedentes criminais por roubo.

Ele ainda relatou que a PM entregou um revólver calibre 32, da marca Taurus, que estaria na posse do rapaz.

O delegado, porém, disse que não tinha conhecimento do vídeo que mostra as agressões dos policiais contra o suspeito algemado.

Familiares do jovem, por sua vez, negam que ele estivesse armado e afirmam que ele estava com uniforme e crachá da farmácia em que trabalha, de onde tinha acabado de sair, por volta das 22h.

A reportagem aguarda posicionamento da assessoria de comunicação da PM-GO, que será incluído nesta matéria assim que divulgado.

Prazo para saque imediato de até R$ 998 do FGTS acaba nesta 3ª


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook