Prefeitura de Goiânia licita trecho da Marginal Cascavel

Na manhã da última sexta-feira, 29, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Semad), abriu os envelopes com as propostas feitas pelas três empresas habilitadas a executar a obra de reurbanização do Córrego Cascavel. A Empresa Sul Americana de Montagens S.A (EMSA) apresentou o menor preço e tem até segunda-feira, dia 1° de setembro, para entregar a proposta ajustada.

O projeto, que tem financiamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), fará a canalização de 2,2 quilômetros do Córrego Cascavel para melhorar o escoamento de água e construirá 4,4 quilômetros de vias marginais que ligarão a Avenida Castelo Branco, em Campinas, até a Avenida Leste-Oeste, na Vila Santa Helena.

A licitação foi realizada pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que seleciona pelo menor preço e é mais ágil que o processo licitatório normal. A partir da aprovação pela prefeitura da proposta ajustada encaminhada pela EMSA, o que deve acontecer em 40 dias, a empresa tem 24 horas para começar as obras e 18 meses para concluí-las.

Além da EMSA, estavam aptas a concorrer as empresas Sobrado Construção Ltda. e Construtora Central do Brasil S.A (CCB). Ambas declinaram suas ofertas.

Comentários do Facebook