Uma novidade implementada pela equipe do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) tem sido fortemente aprovada pelos pacientes da unidade.

Trata-se do Jardim Terapia, projeto idealizado para auxiliar na recuperação dos enfermos, principalmente aqueles que passam por longos períodos de internação.

Na última 6ª feira (23), as equipes de fisioterapia do HMAP, em parceria com o setor de Humanização, proporcionaram um desses momentos de alegria para os pacientes.

Com todos os cuidados necessários, a equipe levou um grupo de internos para o jardim da unidade, para que eles pudessem desfrutar de um banho de sol.

Como os pacientes em tratamento ficam muito tempo em ambientes fechados, sem contato com o mundo exterior, ações como essa proporcionam momentos de relaxamento, com o objetivo de contribuir com o bem-estar físico e mental além de auxiliar no processo de recuperação.

Depois de vários dias internados no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia, pacientes podem, enfim, voltar a ver a luz do sol durante terapia no jardim da unidade | Foto: Divulgação
Depois de vários dias internados no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia, pacientes podem, enfim, voltar a ver a luz do sol durante terapia no jardim da unidade | Foto: Divulgação

‘Alívio’

A paciente Dilene Marques Santana, de 47 anos, aprovou a ação.

Para ela, o momento serve também para se aproximar mais da equipe multidisciplinar da unidade.

Nesse dia, Renata Faria Santos, outra paciente que está em tratamento da Covid-19 há mais de 30 dias, também participou do ato.

“É um alívio ver o sol, só de respirar o ar puro é muito bom”, comemorou.

Segundo a fisioterapeuta Nathália Karinny, o banho de sol é muito importante.

“Ajuda no bem-estar físico e mental e auxilia no processo de recuperação dos pacientes, diminuindo o medo da doença, a saudade da família e a ansiedade”, disse.

Trabalhadores da Educação serão vacinados no fim de maio em Goiás


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook