Carlos Lula | Foto: Divulgação / Governo do Maranhão
Carlos Lula | Foto: Divulgação / Governo do Maranhão

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) já trabalha com um possível cenário de 3ª onda da covid-19 no Brasil.

Presidente do conselho e secretário estadual de Saúde do Maranhão, Carlos Lula afirma que há uma “falsa impressão” de que o pior da pandemia passou.

“Só que não passou. A gente estabilizou num número muito alto de casos e mortes. E nas últimas semanas isso começou a aumentar novamente em alguns Estados, que não estão nem indo para a terceira onda, mas já para a quarta. É o caso do Espírito Santo”, disse.

Segundo o secretário, o risco atual é de escassez do kit intubação em um possível cenário de nova piora da crise.

Nesse contexto, para ele, o Governo Federal deveria tentar adquirir mais doses de vacina da AstraZeneca, por exemplo, que foram rejeitadas pelos EUA e pela Europa.

“Por que a gente não foi atrás do excedente? Os Estados Unidos apontam no mesmo sentido. Cadê a interlocução para fazer um acordo com os EUA e tentar pegar o excedente de vacinas de lá? Falta às vezes proatividade para o governo federal tentar tomar medidas se antecipando ao problema, sem esperar acontecer”, afirmou.

As declarações foram feitas em entrevista ao jornal “O Globo”.

Aparecida chega à marca de 1.226 mortes por covid-19


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook