“Achamos que era um engano”, disse Vanderlan sobre a morte de Eduardo Campos

De acordo com Vanderlan, a equipe ainda está abalada com a situação
De acordo com Vanderlan, a equipe ainda está abalada com a situação

Difícil disfarçar a emoção. O candidato ao governo do Estado de Goiás, Vanderlan Cardoso (PSB), conversou com a imprensa sobre a morte de seu colega de partido, o candidato à Presidência, Eduardo Campos.

Vanderlan afirmou não ter acreditado quando recebeu a notícia. “Achamos que era um engano. O Eduardo estava muito animado com a agenda dele aqui em Goiás”, lamentou.

O candidato do PSB também disse, que apesar do pouco tempo que conheceu Eduardo Campos no meio político, aprendeu muito com ele. Segundo Vanderlan, ele parte, mas deixa o exemplo.

Cenário político

De acordo com o candidato a governador, a equipe ainda está abalada com a situação. Por isso, ainda não foi possível se reunir e prever como o falecimento de Eduardo modifica o cenário goiano e o nacional.

“Porém, a vida continua. O mínimo que podemos fazer em memória do Eduardo, pela força que ele nos deu, é continuar nessa luta pelo governo do Estado de Goiás”, disse.

Agenda

Vanderlan Cardoso suspendeu a agenda pelos próximos dias. Os candidatos Iris Rezende (PMDB) e Marconi Perillo (PSDB) também cancelaram seus compromissos e demonstraram solidariedade à família de Eduardo Campos e amigos.

Confira um trecho do depoimento de Vanderlan:

Comentários do Facebook