Dilma diz sofrer preconceito sexual

Presidente Dilma Rousseff (PT)
Presidente Dilma Rousseff acredita sofrer preconceito por ser mulher (PT)

Em entrevista ao jornal norte-americano “Washington Post”, a presidente Dilma Rousseff disse que há “um pouco de preconceito sexual” na maneira como é descrita a seu governo.

Comentando a afirmação de que age como uma micromanager (termo em inglês que significa um chefe muito controlador), Dilma provocou: “alguma vez você já ouviu alguém dizer que um presidente do sexo masculino coloca o dedo em tudo?”.

“Eu acredito que há um pouco de preconceito sexual, ou viés de gênero. Sou descrita como uma mulher dura e forte que coloca o nariz em tudo, e eu estou [me dizem] cercada por homens muito bonitos”, continuou a presidente.

Corrupção

Perguntada sobre o escândalo na Petrobras, Dilma contou ao jornal que apoia as investigações e que não tinha conhecimento dos esquemas de corrupção quando foi presidente do conselho de administração da Petrobras. “Você não costuma ver a corrupção acontecendo. Isso é típico da corrupção, ela se esconde”, afirmou.

Comentários do Facebook