“Estão há 32 anos discutindo o que Goiás perdeu”, afirma Vanderlan

"No ano que o governo declarou que seria o da Segurança Pública, o primeiro semestre foi dos bandidos", disse Vanderlan
As criticas foram feitas durante agenda em Valparaíso e Águas Lindas, Região Metropolitana do Distrito Federal (RMDF)

O governadoriável Vanderlan Cardoso (PSB) disse no último sábado, 9, que os dois principais grupos políticos do Estado estão há 32 anos discutindo apenas “o que Goiás perdeu”. As criticas foram feitas durante agenda em Valparaíso e Águas Lindas, Região Metropolitana do Distrito Federal (RMDF), onde o candidato da coligação Participação Popular comandou “carriatas” ao lado de lideranças e candidatos das duas cidades.

Aos eleitores da região, Vanderlan voltou a criticar os ataques dos dois grupos sobre “quem mais trouxe prejuízos ao nosso Estado”. O governadoriável citou como exemplo a venda de patrimônios importantes do povo goiano. “São 32 anos que os goianos escutam as acusações de quem vendeu a Caixego, o BEG, Cachoeira Dourada e a Celg. Esse tempo todo um acusando o outro sobre quem mais trouxe prejuízos a Goiás”, declarou.

Vanderlan disse que o povo está cansado do mesmo debate e da falta de propostas consistentes que possam mudar a realidade do Estado. O candidato citou como exemplo a RMDF. “Há 32 anos chegam aqui, a cada eleição, e prometem que vão resolver os graves problemas da região. Mas o que temos visto é contrário. A região continua abandonada. Sem atenção necessária dos governos de Goiás, do Distrito Federal e federal”, condenou.

Comentários do Facebook