Sandro Mabel | Foto: Reprodução
Sandro Mabel | Foto: Reprodução

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) propôs oferecer transporte particular para trabalhadores da indústria de Aparecida de Goiânia para diminuir os riscos de contaminação no transporte coletivo.

A ideia foi apresentada pelo presidente da federação, Sandro Mabel, em reunião nessa 4ª feira (10) com o presidente da Câmara da Indústria da Construção (CIC/Fieg), Sarkis Nabi Curi, presidentes de sindicatos e o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha.

O encontro online foi resultado de demanda de representantes do setor da construção, que buscam garantir minimizar o impacto da pandemia nas operações das empresas.

Mabel apontou a importância do funcionamento da cadeia produtiva da construção civil, levando em consideração os trabalhadores que estão na ponta (pedreiros, mestre de obras etc.), que são autônomos e precisam sobreviver.

“Nós podemos oferecer transporte particular, para diminuir os riscos de contaminação. As indústrias seguem rígidos protocolos de segurança e estamos abertos ao diálogo, desde que sejam preservados os empregos e a vida dos trabalhadores”, ressaltou o presidente da Fieg.

Mendanha

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, falou sobre a situação do município neste momento, com a rede privada colapsada, e a pública sobrecarregada.

“Vocês sabem que sempre lutei pelo comércio, indústria, mas preciso da ajuda de vocês neste momento. Vamos abrir novos leitos de UTI, estamos trabalhando para adquirir vacinas e pretendemos voltar com o escalonamento intermitente. Mas tudo vai depender dos números, precisamos diminuir o índice de contaminação”, ponderou Gustavo Mendanha.

A reunião contou também com a participação dos presidentes de sindicatos Luiz Antônio Nogueira (Simplago), Nicolas Lima (Sindmóveis), Olavo Barros (Sinprocimento), Sílvio Naves (Simelgo), Luiz Carlos Borges (Sindiareia), Marcus Brandão (Sindibrita) Eliton Fernandes (Simagran-GO), José Abuli (Sindigesso), Anastacios Dagios (Sinduscon Anápolis), além do Fernando Razuk (Ademi-GO), Renato Correia (ex-presidente da Ademi-GO), o coordenador técnico da Fieg, Alessander Araújo, e o assessor técnico da CIC/Fieg, Leandro Gondim.

Goiás bate novo recorde de mortos por covid-19 em 24h: 267


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook