Corte de gastos? Membros do Governo Estadual goiano vão receber até R$ 5 mil de aumento

O Governo e a Assembleia afirmam que o aumento é pequeno e não vai interferir nos cortes da atual reforma administrativa do Estado
O Governo e a Assembleia afirmam que o aumento é pequeno e não vai interferir nos cortes da atual reforma administrativa do Estado

Com uma rapidez poucas vezes vista na tramitação de projetos, a Assembleia Legislativa de Goiás aprovou os novos salários para o Governo estadual. Governador, vice-governador e secretários terão reajuste de 25%. Remuneração para cargos de chefia aumentará em até 27%.

Dessa maneira, o governador Marconi Perillo passará a receber R$ 25 mil (até agora tinha vencimentos de R$ 20 mil) e o vice-governador passará de R$ 16 mil para R$ 20 mil. Segundo o Governo, o aumento é justificado para corrigir os valores congelados há quatro anos.

Em consequência do aumento nos salários dos Deputados Federais, também aprovado em Brasília, os parlamentares estaduais podem chegar a receber R$ 25 mil (75% do valor para o âmbito federal, conforme determinação constitucional).

#Opinião

Já é fundamentalmente contrária a qualquer lei de mercado que uma categoria arbitre sobre o próprio salário, como é o caso do legislativo brasileiro. Mas, levando-se em conta que isso é o que determina a Constituição, o impressionante aqui é a proporção dos aumentos concedidos.

Com um salário congelado há quatro anos, o Governador recebe um aumento de R$ 5 mil. E quanto aumentou o salário mínimo de 2010 pra cá? R$ 214…

Comentários do Facebook