Paulo não ouve ninguém e insiste no aumento de 57,8% na Planta de Valores

O discurso de Paulo é que esta é a única forma de equilibrar o déficit de R$ 800 milhões da prefeitura, que não para de crescer
O discurso de Paulo é que esta é a única forma de equilibrar o déficit de R$ 800 milhões da prefeitura, que não para de crescer

Paulo Garcia (PT) não ouviu sua base de apoio da Câmara Municipal. Queixas e discussões foram em vão. Os vereadores aliados de Paulo queriam índice de 30% e 40% no aumento da Planta de Valores, mas o prefeito de Goiânia foi irredutível e bateu o pé para que os reajustes de 2015 fossem 57,8% e 29,7% em 2016. Com isso, o IPTU e o ITU aumentarão proporcionalmente para a população.

O discurso de Paulo é que esta é a única forma de equilibrar o déficit de R$ 800 milhões da prefeitura, que não para de crescer. A aprovação do IPTU é complicada, já que os vereadores temem o desgaste com o contribuinte. Na próxima semana a promessa é que as polêmicas devem continuar.

Comentários do Facebook