Projeto que diminui recesso dos vereadores será votado na Câmara

Vereador Paulo Magalhães, autor do projeto
Vereador Paulo Magalhães, autor do projeto

Nesta quinta-feira (17), entra novamente em, após dois anos e pela quinta vez, para primeira votação, o projeto que visa modificar o período legislativo da Câmara de Vereadores, diminuindo o recesso dos parlamentares.

A matéria foi apresentada em agosto de 2013 pelo vereador Paulo Magalhães (SD). No entanto, na tentativa de prejudicar a tramitação, o projeto recebeu diversos pedidos de vistas que foram todos rejeitados pelos vereadores que compõe a Comissão Mista.

De acordo com o parlamentar, o prazo atualmente é insuficiente para apreciar e votar todos os projetos em tramitação na Casa. Para ele, os vereadores foram eleitos para trabalhar em favor do povo e 45 dias de recesso são mais que suficientes.

“Nosso real desejo era que fossem apenas 30 dias, de acordo com toda a classe trabalhadora. No entanto, a resistência dos vereadores impede essa mudança. Por isso, aceitei proposta de 45 dias, 15 em julho e 30 em janeiro”, frisa.

Comentários do Facebook