Eurico Miranda detona arbitragem e acusa vice da CBF

Eurico rasgou o verbo após a partida do Vasco
Eurico rasgou o verbo após a partida do Vasco

Após o empate do Vasco por 1 a 1 com a Chapecoense, na noite desta quinta-feira (15), no Maracanã, o presidente do time carioca, Eurico Miranda, não escondeu a revolta com a arbitragem e fez graves acusações contra o vice-presidente da CBF, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Pádua, e contra o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Correa.

“A coisa está ficando escandalosa, mas não adianta lamentar porque os pontos estão perdidos mesmo. Tem um jogo político muito forte na CBF. O presidente está para sair. Só não saiu ainda porque tem um opositor, e este é o presidente da Federação Catarinense de Futebol, que tem quatro clubes envolvidos na luta contra o descenso”, esbravejou Eurico.

Em seguida, o dirigente vascaíno insinuou que Delfim Pádua está pressionando os árbitros e o acusou de ir ao vestiário antes dos jogos, o que teria acontecido na partida que o Vasco disputou contra o Avaí, no último dia 4, em Florianópolis.

“É evidente e claro que tem interferência direta na arbitragem. Não estou dizendo que compram o árbitro, nada disso. Apenas que ele recebe alguns comunicados antes da partida. O presidente da Federação Catarinense vai ao vestiário dos árbitros. O que ele vai dizer para os árbitros? Que ele vai apitar bem? Ou vai dizer que em breve estará na CBF e que em breve ele pode estar no quadro da Fifa?”, declarou.

 

Comentários do Facebook