Gravação mostra discussão entre presidente e membro de torcida organizada

Presidente Gilvan Tavares
Presidente Gilvan Tavares

Uma gravação feita por um torcedor, integrante da torcida organizada Máfia Azul, do Cruzeiro, mostra uma discussão com o presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, por causa do corte de regalias que a diretoria mantinha para a facção.

O representante da torcida organizada, que aparentemente captou o áudio sem que o presidente percebesse, para se reunir com o cartola, afirma que o clube atualmente está sendo “deselegante”.

A gravação foi divulgada em grupos do aplicativo Whatsapp. Nela, o presidente do Cruzeiro retruca o torcedor sobre o pedido de reunião.

“Como é que vão conversar comigo se a torcida está só me ofendendo? Vou receber sujeito que está me mandando tomar no c…?”, falou Gilvan.

“Estou fazendo o que posso fazer. O Cruzeiro fez um sacrifício financeiro para ganhar dois títulos. Aí nós ficamos completamente endividados “, completou o cartola.

Regalias

O torcedor argumentou e disse que o presidente abandonou a torcida organizada. “Não abandonei ninguém. Só que vocês morrem de raiva porque vocês tinham emprego aqui no Cruzeiro, tinham aluguel de sala pago, tinham ingressos, tinham ônibus pago”, rebateu Gilvan.

Em seguida o presidente diz que não vai dar nada para a torcida. Na sequência, porém, confirma a liberação de ingressos para a partida contra o Corinthians.

Comentários do Facebook