Vila Nova vende jogo contra o Vasco para pagar reforma do OBA

Mané Garrincha
Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

A diretoria do Vila Nova negociou com um grupo de empresários o mando de campo do confronto entre o colorado e o Vasco. Partida da 3ª rodada da competição será disputada no dia 24 de maio no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

A ideia é usar o dinheiro da negociação para concluir a reforma do Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga.

Para que os sócio-torcedores do Vila, que têm direito à entrada em todos os jogos em Goiânia, não sejam prejudicados, os adeptos do plano Sócio Ouro ganharão o ingresso para o jogo e os custos da viagem a Brasília.

LEIA MAIS: Goiás trabalha parceria nos EUA com empréstimo de jogadores e pré-temporada internacional

E o torcedor vilanovense está empolgado depois de ver seu time vencer na estreia da Segundona. O placar foi de 3 a 1 sobre o Bragantino no Serra Dourada e reanimou os colorados, magoados com o time depois da eliminação para o Goiás nas semifinais do Goianão.

Negociata

A prática de vender o mando de campo em jogos contra times de grande torcida pelo Brasil não é novidade. Alguns clubes inclusive levam as partidas para Brasília tendo em mente que a cidade é cheia de cariocas e pessoas de todos os Estados.

Em 2014, o Vila Nova também levou à capital federal o jogo em que seria mandante contra o Vasco. No Mané Garrincha, o Vila venceu por 2 a 1 e, naquele ano, os goianos foram rebaixados para a terceira divisão e os cariocas voltaram à elite.

Comentários do Facebook