16 a 1 sem muro da vergonha – Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

16 a 1 sem muro da vergonha

O “voto sim” da parlamentar goiana Flávia Morais (PDT) no último domingo, durante sessão histórica na Câmara dos Deputados, continua repercutindo por envolver todos os componentes que alimentam o universo político: posição, pressão, traição e vitimização. Independente dos prós e dos contras, Flávia merece elogios por não ter ficado em cima do muro, ou seja, escolhido o caminho da abstenção para evitar maiores desgastes à sua imagem. Sete colegas seus fizeram essa opção e dois se ausentaram por motivo de saúde. Político sem opinião é o mesmo que abelha sem ferrão. (Confira o voto dos goianos no vídeo ao lado/Reprodução da TV Goiânia Band.)

Opinião é para quem tem

Os aplausos se estendem, desta forma, aos demais 16 deputados que integram a bancada goiana em Brasília. A imensa maioria optou por aprovar a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O único voto contrário foi do petista Rubens Otoni. Cada qual com o seu motivo – e não vem ao caso aprofundar a discussão – a totalidade dos parlamentares goianos mostrou ao país que tem opinião formada sobre tema de tamanha relevância.

Deputada Flávia Morais foi expulsa do PDT (Foto: Reprodução)
Deputada Flávia Morais pode ser expulsa do PDT (Foto: Reprodução)

Caminho e consequências

Não há como aceitar que um legítimo representante do povo, muito bem remunerado para exercer a atividade parlamentar, simplesmente diga ao microfone que prefere se abster para não contrariar interesses conflitantes. Qualquer decisão desta magnitude irá acarretar, necessariamente, em consequências no presente e no futuro. Flávia Morais escolheu um caminho, tem a sua filiação partidária ameaçada, mas está de cabeça erguida porque não fugiu da raia.

Promoção e assepsia

Trecho de sua justificativa nas redes sociais: “Não faço desse posicionamento uma ferramenta de promoção, até porque entendo que, embora seja um momento histórico, é lamentável que tenhamos chegado até aqui. A política terá, a partir de agora, de passar por um profundo processo de assepsia para reconquistar a credibilidade e promover a estabilidade econômica e social”.

LEIA MAIS: PDT vai expulsar deputada goiana que votou pelo impeachment

Maioria X estrela solitária

Discordo quanto à ferramenta de promoção pessoal. Toda e qualquer ação política desencadeia estímulos positivos e negativos. A bancada federal goiana, neste aspecto, fez o dever de casa e ganhou pontos. É certo que alguns parlamentares se perderam em justificativas fúteis, de cunho estritamente familiar, mas isso não os colocou no muro da vergonha. O 16 a 1 foi motivo de orgulho para os goianos porque revelou representantes com opinião na Câmara dos Deputados. Só o tempo irá dizer se a razão estava com a imensa maioria ou com a estrela petista solitária.

Comentários do Facebook