Depois de rebelião, 200 presos fogem de penitenciária

Penitenciária foi palco de fuga em massa (Foto: Divulgação)
Penitenciária foi palco de fuga em massa (Foto: Divulgação)

Pelo menos 200 presidiários escaparam do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Jardinópolis (a 329 km de São Paulo), depois de motim na manhã desta quinta-feira (29). Segundo a Polícia Militar, a fuga em massa começou após detentos atearem fogo em uma das alas do presídio.

Para fugir, os presidiários derrubaram uma grade de cerca de 4 m de altura e se engendraram nas lavouras de cana-de-açúcar e matas que circundam a penitenciária. A penitenciária continha 1.864 detentos, apesar da sua lotação máxima ser de 1.080.

As buscas são realizadas no Rio Pardo, próximo ao CPP. E as forças policiais de cidades próximas, como Ribeirão Preto, Brodowski e Batatais, estão em alerta para qualquer sinal dos presos foragidos.

LEIA MAIS: Veículo é incendiado na Avenida 85 no Setor Marista em Goiânia

Durante a rebelião, houve troca de tiros com policiais militares na penitenciária, mas não há relato sobre feridos. Ao menos 80 dos foragidos já foram recapturados.

Superlotação

Com seis anos de operação desde que foi inaugurado, o CPP é uma das 21 prisões abertas recentemente em São Paulo que apresentam superlotação.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook