Achocolatado envenenado era para ladrão; criança ingeriu bebida por acidente

Achocolatado foi envenenado para matar suspeito de roubo |Foto: Reprodução/Internet
Achocolatado foi envenenado para matar suspeito de roubo |Foto: Reprodução/Internet

Dois homens foram presos na manhã desta quinta-feira, 01, em Cuiabá (MT), acusados de envolvimento na morte de uma criança de dois anos em virtude de um achocolatado envenenado.

Segundo a polícia, um dos homens colocou veneno no leite achocolatado que seria bebido pelo outro, acusado de furtos, em atitude de vingança. Porém a bebida foi vendida à mãe do garoto que morreu na última quinta-feira, 25.

LEIA MAIS: Itambezinho não estava contaminado; polícia investiga envenenamento

De acordo com o inquérito policial, a criança passou mal depois que ingeriu o alimento. Ela foi conduzida ao hospital e morreu depois de uma parada cardiorrespiratória. Conforme a polícia, os suspeitos são Deuel de Rezende Soares, de 27 anos, e Adônis José Negri, de 61 anos.

Vingança

A polícia afirma que Deuel é usuário de drogas e que furtava produtos alimentícios de casas e estabelecimentos comerciais no Parque Cuiabá. Segundo as investigações, ele furtou o achocolatado da casa de Negri. Este último, então, colocou o veneno para se vingar.

“Deuel não não fez uso da bebida, mas vendeu à mãe do menino envenenado no valor de dez reais,” afirma o delegado responsável pelo caso na Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), Eduardo Botelho.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook