Bilionário é condenado à morte por corrupção no Irã

Babak Zanjani controlava império calculado em U$ 14 milhões (Foto: Reprodução)
Babak Zanjani controlava império no Irã alculado em U$ 14 milhões (Foto: Reprodução)

O empresário iraniano Babak Zanjani foi condenado à morte, acusado de corrupção e desvio de fundos, no Irã. O anúncio foi feito neste domingo (6) pelo porta-voz da autoridade judicial iraniana, Gholamhossein Mohseni Ejeie. Zanjani, no entanto, poderá recorrer.

O magnata, que tem 41 anos e dirigia um conglomerado de 65 empresas com faturamento de 7 bilhões de dólares por ano, foi detido em dezembro de 2013, acusado de ter desviado US$ 2,8 bilhões de dólares em transações petrolíferas, indo contra sanções internacionais impostas ao Irã.

LEIA MAIS: O país da renda fixa! – O Investidor

De acordo com as denúncias, o empresário teria ficado com parte do dinheiro da venda do petróleo iraniano durante o período das sanções internacionais. O montante teria sido lavado por uma de suas empresas financeiras.

Reembolso

“Foi pronunciado o veredicto no julgamento contra Babak Zanjani e dois co-acusados foram declarados culpados de corrupção e condenados à morte”, declarou Mohseni Ejeie. “Além disso, deverão reembolsar a Companhia Nacional iraniana de Petróleo” e pagar uma multa equivalente “a um quarto da soma da lavagem de dinheiro”, acrescentou.

Comentários do Facebook