Embarque preferencial de trabalhadores essenciais continua durante reabertura

Governador Ronaldo Caiado pediu para que comerciantes alterem seus horários de abertura e fechamento a partir de reabertura, nesta 4ª feira (31)

Ônibus em Goiânia - Foto: Reprodução

Na manhã desta 2ª feira (29), o governador Ronaldo Caiado (DEM) esteve presente em início de vacinação de agentes da Segurança Pública do Estado, na Academia de Polícia Militar.

Vacinam a partir de hoje, agentes acima de 51 anos da Polícia Civil, Polícia Militar, PRF, Polícia Penal, Polícia Técnico-Científica e Corpo de Bombeiros.

Na ocasião, ele aproveitou para informar que o embarque preferencial de trabalhadores essenciais em Goiânia e Região Metropolitana deverá permanecer mesmo no período de abertura do comércio nos próximos 14 dias.

De 5h45 às 7h15 e 16h45 às 18h15 apenas trabalhadores de serviços considerados essenciais pelos decretos estadual e municipal que estiverem cadastradas poderão embarcar no transporte coletivo.

“Serão mantidas mesmo no período de abertura, a partir de 4ª feira (31).Iniciem suas atividades mais tarde e prolonguem a partir do seu horário para que todos os funcionários possam chegar sem necessidade de aglomeração”, disse o governador.

Ele também alertou que muitos idosos que já tomaram a primeira dose no Estado não têm retornado para receber a dose de reforço.

Ônibus em Goiânia – Foto: Reprodução

“Muitas pessoas estão deixando de tomar a segunda dose. A eficiência da vacina dependem também da segunda dose. Ela irá estimular a produção de anticorpos e a imunização das pessoas. Você que já tomou a primeira dose. Vá no mesmo posto, no mesmo local, tome a segunda dose. Do contrário, você irá desenvolver muito pouco anticorpos para combater o vírus. A segunda dose é reforço. É a dose onde você tem aumento da produção e com isso você estará imunizado. Precisamos da conscientização da população. Já é tão difícil termos a vacina. Não é justo que amanhã as pessoas que já tomaram a primeira dose percam a eficiência da vacina e não tomem a segunda dose”, explicou.

Comentários do Facebook