Esposa de secretário seria sócia oculta de empresa investigada em Aparecida, aponta Polícia Civil durante entrevista coletiva sobre a Operação Falso Positivo, nesta 3ª feira (10) | Foto: Folha Z
Esposa de secretário seria sócia oculta de empresa investigada em Aparecida, aponta Polícia Civil durante entrevista coletiva sobre a Operação Falso Positivo, nesta 3ª feira (10) | Foto: Folha Z

Em entrevista coletiva nesta 3ª feira (10), a Polícia Civil divulgou detalhes de investigação sobre suspeitas de desvios da Saúde de Aparecida de Goiânia.

A Operação Falso Positivo apura supostos superfaturamentos no pagamento de exames laboratoriais em contratos firmados entre a Organização Social Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), que administra o Hospital Municipal de Aparecida, e o laboratório Inac Medicina Laboratorial.

Segundo o delegado Alexandre Otaviano Nogueira, há indícios de exames pagos pelo município à empresa com valores até 12 vezes superiores às médias de mercado.

A investigação, iniciada há 2 meses, apura a ocorrência dos crimes de peculato e associação criminosa.

Delegado Alexandre Otaviano | Foto: Folha Z
Delegado Alexandre Otaviano | Foto: Folha Z

Sócia oculta

De acordo com as investigações, a empresa Inac Medicina Laboratorial tem como sócia oculta Edlaine Rodrigues Montalvao Ferreira da Rosa.

Ela é esposa do secretário da Fazenda do município, André Rosa.

Seu nome, porém, não aparece no contrato firmado entre a empresa e o IBGH para prestação de serviços laboratoriais ao HMAP.

Não obstante, policiais civis encontraram Edlaine dando expediente dentro das dependências do hospital no momento em que cumpriam mandados de busca e apreensão na tarde de 2ª feira (9).

“Prova maior do que essa do envolvimento não existe”, afirmou o delegado.

De acordo com a Polícia Civil (PC), os envolvidos na investigação ainda serão chamados para prestarem esclarecimentos.

Além disso, os investigadores ainda trabalham para determinar com precisão o montante dos desvios e qual foi a destinação desses recursos.

Polícia Civil deflagra Operação Falso Positivo para investigar suspeitas de irregularidades na Saúde, em Aparecida de Goiânia | Foto: Divulgação/PC-GO
Polícia Civil deflagra Operação Falso Positivo para investigar suspeitas de irregularidades na Saúde, em Aparecida de Goiânia | Foto: Divulgação/PC-GO

Respostas

Sobre a Operação Falso Positivo, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia afirmou por meio de nota que está “colaborando com as investigações e tem total interesse nos esclarecimentos dos fatos”, ressaltando que “toda contratação de serviços para o Hospital Municipal de Aparecida é realizado pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospital (IBGH), que foi contratado por chamamento público”.

O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), responsável pela administração do Hospital Municipal de Aparecida, ainda não respondeu aos contatos da reportagem.

Já os representantes da empresa Inac Medicina Laboratorial não foram localizados para emitirem posicionamento.

O espaço está aberto e será atualizado em caso de atualizações.

Confira a íntegra da nota da Prefeitura de Aparecida:

Em relação ao mandado de busca e apreensão realizada na tarde desta segunda-feira, 9 de novembro, pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (DERCAP) as secretarias da Fazenda e da Saúde de Aparecida de Goiânia esclarecem que estão colaborando com as investigações e tem total interesse nos esclarecimentos dos fatos apresentados pela Polícia Civil.

A Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia esclarece ainda que toda contratação de serviços para o Hospital Municipal de Aparecida é realizado pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospital (IBGH), que foi contratado por chamamento público.

O contrato de gestão com o IBGH é fiscalizado conforme a legislação e que até agora não se identificou nenhum procedimento ilegal.

As secretarias reiteram o compromisso com a transparência dos atos públicos.”

LEIA MAIS 👉 PC faz buscas nas secretarias da Saúde e da Fazenda em Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook