Extra do Setor Serrinha é interditado pela Vigilância Sanitária. “Encontramos gatos, ratos e fezes de animais por todo lado”

extra
A Vigilância Sanitária encontrou o depósito do Extra em condições precárias. | Foto: Vigilância Sanitária

A unidade do supermercado Extra no Setor Serrinha, em Goiânia, foi interditada pela Vigilância Sanitária na manhã de hoje (6). Tânia Agostinho, chefe de fiscalização de alimentos do órgão, afirma que foram encontradas no local inúmeras irregularidades de higiene e conservação de alimentos.

Desde 2015 o supermercado tem sido interditado pelos mesmos motivos. Em novembro passado, a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) abriu um inquérito e o gerente da unidade chegou a ser preso.

LEIA MAIS: Padre é preso em Caldas acusado de abuso sexual contra menor

Condições precárias

“Encontramos gatos, ratos e fezes de animais por todo lado. Desde o ano passado estamos lutando para eles se adequarem às irregularidades e eles não fizeram, e novamente interditamos, dessa vez não só o depósito, mas o supermercado todo”, afirmou Tânia.

De acordo com Tânia, as câmaras frias do supermercado estão em condições precárias e foram apreendidos diversos produtos fora dos padrões de qualidade. “Os depósitos estão insuportavelmente inaceitáveis, não tem condição de continuar. Não tem controle de higiene, de limpeza, de nada”, disse.

A equipe da Decon também estava no local e deve instaurar um novo inquérito para apurar o caso. De acordo com a Polícia Civil, o crime de relações de consumo prevê pena de dois a cinco anos aos responsáveis pela manutenção e gestão do estabelecimento. O gerente do supermercado não estava no local e, de tal forma, não foi preso em flagrante.

Em um nota, o Extra disse que a unidade não corresponde aos padrões exigidos pela companhia e que “a loja está tomando todas as providencias necessárias para correção, conforme orientação dos órgãos.”

Comentários do Facebook