Mais medidas para conter o alastramento do coronavírus em Goiás foram anunciadas nesta 2ª feira (16) após reunião entre o governador Ronaldo Caiado e o prefeito de Goiânia, Iris Rezende.

As ações de prevenção envolverão o fechamento do comércio e a restrição ao transporte, aéreo e terrestre.

Comércio

A informação é de que um decreto deve ser publicado até 4ª feira (18) determinando que qualquer comércio que aglomere muitas pessoas deverá ficar fechado por um período de cerca de 15 dias.

Tal medida deve atingir regiões comerciais, como a Rua 44, além de shopping centers e feiras abertas.

O decreto deve incluir penalidades para quem descumprir a ordem.

Transporte

O governador Ronaldo Caiado informou que solicitou ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que seja estudada a possibilidade de suspensão temporária dos vôos partindo e chegando à capital.

Em relação ao transporte terrestre, o plano é também restringir as viagens de ônibus que fazem linhas interestaduais e intermunicipais.

Já na próxima 4ª, a rodoviária de Anápolis será uma das primeiras a serem fechadas.

Justificativa

De acordo com Caiado, as medidas drásticas visam evitar que Goiás chegue ao estágio de deterioração atingido em outras cidades, como na Itália e na China.

“Precisamos ganhar a guerra agora, na base da prevenção. Depois de instalado [o vírus], os nossos recursos são bem menores do que os dos italianos, franceses e chineses”, afirmou.

Escolas de Aparecida suspendem aulas


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook