Pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Flamboyant, em Aparecida de Goiânia, reclamam da demora no atendimento na unidade.

Durante o fim de semana, vídeos gravados no local mostram a dificuldade dos usuários.

Segundo eles, apesar de a triagem ocorrer de maneira rápida, o atendimento médico chegar levar 8 horas para ser realizado.

Pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Flamboyant, em Aparecida de Goiânia, reclamam da demora no atendimento na unidade . Durante o fim de semana, vídeos gravados no local mostram a dificuldade dos usuários . Segundo eles, apesar de a triagem ocorrer de maneira rápida, o atendimento médico chegar levar 8 horas para ser realizado . De acordo com funcionários da UPA, um dos motivos para a superlotação é o fechamento de várias unidades de saúde na capital . Já a Prefeitura de Aparecida relatou que a procura por atendimento aumentou em 60% nos últimos dias . A administração, porém, alerta para que a população evite buscar as UPAs em casos de resfriados comuns sem suspeitas mais contundentes de coronavírus . Confira a nota da prefeitura: . “A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia esclarece que a UPA Flamboyant está funcionando com sua capacidade máxima de médicos nesta segunda-feira, 16 de março. Seis profissionais estão realizando atendimentos no local . Contudo, a unidade está com alta demanda. Na última semana, a procura por atendimento aumentou em 60% . Segundo apurações realizadas, o aumento da demanda está ocorrendo porque muitos usuários procuram a rede de saúde por medo do coronavírus . Nesse sentido, a secretaria esclarece que o atendimento médico só deve ser solicitado por quem está com sintomas de gripe e tenha viajado para algum local com surto de coronavírus ou tenha tido contato com algum caso confirmado . Além disso, pacientes com dificuldades respiratórias sempre devem procurar ajuda médica . Para usuários que não se enquadram nessas situações, a recomendação é evitar aglomerações de pessoas.”

0 Likes, 0 Comments – Folha Z (@folhaz) on Instagram: “Pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Flamboyant, em Aparecida de Goiânia, reclamam da…”

De acordo com funcionários da UPA, um dos motivos para a superlotação é o fechamento de várias unidades de saúde na capital.

Já a Prefeitura de Aparecida relatou que a procura por atendimento aumentou em 60% nos últimos dias.

A administração, porém, alerta para que a população evite buscar as UPAs em casos de resfriados comuns sem suspeitas mais contundentes de coronavírus.

Confira a nota da prefeitura:

“A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia esclarece que a UPA Flamboyant está funcionando com sua capacidade máxima de médicos nesta segunda-feira, 16 de março. Seis profissionais estão realizando atendimentos no local.

Contudo, a unidade está com alta demanda. Na última semana, a procura por atendimento aumentou em 60%.

Segundo apurações realizadas, o aumento da demanda está ocorrendo porque muitos usuários procuram a rede de saúde por medo do coronavírus.

Nesse sentido, a secretaria esclarece que o atendimento médico só deve ser solicitado por quem está com sintomas de gripe e tenha viajado para algum local com surto de coronavírus ou tenha tido contato com algum caso confirmado.

Além disso, pacientes com dificuldades respiratórias sempre devem procurar ajuda médica.

Para usuários que não se enquadram nessas situações, a recomendação é evitar aglomerações de pessoas.”

Coronavírus: site reúne tudo sobre prevenção e atendimento


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

 

Comentários do Facebook