A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia divulgou o balanço de testes da covid-19 realizado em agosto na capital.

Segundo números da prefeitura, foram feitas 59.140 testagens. Desse total, 7.765 testaram positivo para a doença, um percentual de 13,1%.

Já foram feitos testes no Jardim América, Vila Paraíso, Parque Agropecuário, Setor Vera Cruz II, Residencial Itaipú, Jardim Novo Mundo, Parque Atheneu, Morada do Sol, Jardim Liberdade e no Jardim Guanabara I.

Próximos locais de testes em Goiânia

De 31 de agosto a 4 de setembro, os testes serão feitos nos setores Recanto das Minas Gerais e Balneário Meia Ponte.

A nova etapa da testagem começa pela região Leste, no setor Recanto das Minas Gerais.

Nos dias 31 de agosto e 1º de setembro as equipes estarão na Escola Municipal Senador Darcy Ribeiro.

Serão disponibilizados os testes para pedestres e em drive-thru, das 8h às 17h.

A partir de 4ª feira (2) até 6ª (4), os testes serão realizados na região Norte, no Jardim Balneário Meia Ponte, na Escola Municipal Hebert José de Souza.

O atendimento será feito nas modalidades pedestres e drive-thru, também das 8 às 17h.

Quem pode fazer o teste?

Podem realizar o teste pessoas acima de 12 anos que não apresentem sintomas. A orientação é que aqueles que tiverem algum sintoma procurem uma unidade de saúde.

O teste de antígeno é realizado a partir do material coletado no nariz com swab, que são espécies de hastes flexíveis.

O resultado fica pronto em cerca de 20 minutos após a coleta.

Aproveitando o grande fluxo de pessoas nos locais de testagem, a SMS informou que continuará realizando a vacinação contra sarampo e gripe (influenza) nas pessoas que apresentarem resultado negativo para a Covid-19.

Podem se vacinar contra sarampo quem tiver entre 20 e 49 anos, independente do número de doses tomadas anteriormente.

No caso da gripe, podem se vacinar pessoas de todas as idades que ainda não foram imunizadas este ano.

LEIA MAIS 👉 FGTS emergencial: nascidos em setembro recebem até R$ 1.045


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook