Histórias de valor, em resposta ao artigo “D. Iris, volte pra sua cozinha”

Bruno Peixoto, deputado e líder da Bancada do PMDB
Bruno Peixoto, deputado e líder da Bancada do PMDB

Iris Rezende começou cedo na política, e foi abrindo seu caminho com muito trabalho e dedicação. Em 1958 disputou o cargo de vereador por Goiânia e foi bem-sucedido, tendo logo alcançado a presidência da Câmara Municipal.

A partir deste ponto, foram várias conquistas. Foi deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, posteriormente se tornando prefeito de Goiânia, comandou o Estado de Goiás por duas vezes, foi senador, ministro da Agricultura e ministro da Justiça. Um currículo exemplar para qualquer pessoa que pense em adentrar à vida pública e servir a população.

Querer é poder

Iris é pai do Fomentar, que levou nosso Estado a um salto na industrialização e gerou progresso, renda e esperança para a população, asfaltou Goiânia e a administrou de forma a fazer com que fosse reconhecida como a cidade com melhor qualidade de vida do País. Deu forte impulso no desenvolvimento de Goiânia, deixando sua marca com grandes obras realizadas em pouco tempo, a exemplo da Vila Mutirão, que leva o nome de sua forma de trabalhar, ao construir 1.000 casas em um único dia. Um marco na política que sempre será lembrado pelo ditado ‘querer é poder’.

Mas parece que a memória curta afeta algumas pessoas que criticam o trabalho de Iris, porque se esquecem ou não sabem de quantas eleições este homem venceu e quantos cargos assumiu pela vontade do povo, expressada na urna de forma democrática, e resultando em inúmeros benefícios em favor de nosso País.

Já Iris de Araújo, conhecida por todos como Dona Iris, também teve forte influência na política em Goiás e, agora, no Brasil e também no PMDB nacional, como a primeira mulher a presidir o maior partido do Brasil, mesmo que interinamente. Vale recordarmos que fez parte da fundação do PMDB, juntamente com Iris Rezende, e foi primeira-dama de nosso Estado por duas vezes, suplente do senador Maguito Vilela e deputada federal por duas vezes, sendo esta a mais votada da história de Goiás.

Sensibilidade

Dona Iris, mulher, usou de sua sensibilidade para o desenvolvimento de inúmeras ações sociais em todo o Estado de Goiás, sendo fundadora da Fundação Legionárias do Bem-Estar Social e tendo presidido a Organização das Voluntárias de Goiás por 8 anos.

Ao longo de sua vida política, sempre lutou para que as famílias menos favorecidas fossem incluídas socialmente e levassem uma vida mais digna através de ações sociais e mutirões. Também encabeçou a luta pela igualdade de homens e mulheres, com a promoção de programas de valorização da mulher, o que levou à instalação da Delegacia da Mulher em Goiás e incentivou a denuncia de violência doméstica.

Iris de Araújo pode ser considerada precursora dos direitos conquistados pelas mulheres modernas, com a diminuição do preconceito entre sexos e o grande aumento de mulheres em cargos de liderança empresarial e política, principalmente em nosso Estado.

Bela trajetória

Iris Rezende e Iris de Araújo são pessoas que possuem uma bela trajetória política e histórias de valor, deixando um legado de lições para as gerações políticas vindouras. Mas algumas pessoas se recusam a olhar para o passado de nosso Estado e de nossa Capital, descartando de forma imprudente todo um trabalho e os esforços que geram bons frutos que colhemos hoje em dia. Saiba disso, Jayme Rincon.

Ultimamente temos visto críticas pesadas ao governo irista por causa das condições de nossas rodovias, mas cabe a nós lembrar que muito do que temos hoje foi feito durante os governos do PMDB. E se pagamos impostos para a manutenção e construção de novas rodovias, porque esse trabalho não foi feito ao longo destes últimos 14 anos?

Temos visto denúncias constantes do caos que se instalou em vias de acesso de várias cidades do interior de Goiás e as desculpas dadas são sempre as mesmas: falta de verba ou o período chuvoso. Ora, qualquer pessoa sabe que as obras públicas precisam de manutenção para que possam durar. A situação em que nossas estradas se encontram atualmente não pode ser reflexo de governos anteriores porque é a carência de obras de manutenção e continuidade do progresso que nos levou à situação em que chegamos.

Prestígio

Iris é conhecido nacionalmente por ser um homem que sempre teve a preocupação de levar asfalto, moradia e a infraestrutura necessária para uma melhor qualidade de vida a todos os cantos de Goiânia e Goiás.

A falta de compromisso com a sociedade para manterem as obras realizadas pelo PMDB, ou de manterem o que já foi feito levou a essa ideia de se privatizar nossas vias. Cadê o dinheiro do aumento dos Impostos, do chamado Fundo do Transporte, para recuperação de estradas?

Comparação 

O atual presidente da Agetop alega que os problemas de hoje são reflexos do passado, mas talvez por não conhecer nossa história tão bem quanto deveria. Talvez devesse dar uma pesquisada em nossas bibliotecas ou até mesmo na internet, para comparar tudo o que foi feito nos governos do PMDB, com o que está sendo feito no governo atual.

Querem saber como se encontra o estado de nossas rodovias? Basta visitarem as redes sociais, onde as reclamações são feitas pelos próprios moradores de nossas cidades, ou se arriscarem a visitar as mesmas, para diferenciar o que é dito do que realmente é.

(Em resposta ao artigo titulado “Dona Iris, volte pra sua cozinha”, publicado em 02/02/2013, na coluna OpiniãoPública, no Jornal Diário da Manhã)

Comentários do Facebook