Mãe será indiciada após criança perder parte do intestino em Goiânia

Investigações não apontaram participação de padrasto no caso

Foto: Divulgação/DPCA

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) concluiu as investigações sobre torturas praticadas contra uma criança de 3 anos em Goiânia.

A mãe, de 25 anos, deverá ser indiciada por tortura qualificada por lesão grave.

Ela ainda está grávida de outro bebê.

Não há indícios de que o padrasto participou no crime.

A vítima chegou ao Hospital Materno Infantil no dia 7 de maio com várias lesões pelo corpo e chegou a perder 30 centímetros do intestino, que estava necrosado por conta das agressões.

Antes, a criança havia sido levada em outros 3 Centros de Atenção Integrada à Saúde (Cais).

A menina passou por cirurgia e ainda está no hospital.

Caso a mãe seja condenado, pode pegar até 10 anos de prisão.

Foto: Divulgação/DPCA
Comentários do Facebook