Massacre em Jussara: presos entram em rebelião. Cabeça de detento é decapitada

Rebelião | Entrada do presídio de Jussara | Foto: Leitor WhatApp
Familiares aguardam notícias na porta do hospital para onde foram levados os presos feridos. Clima tenso no local | Foto: Leitor WhatApp

O presídio de Jussara, a 230 quilômetros de Goiânia, foi invadido por criminosos no início da noite desta quarta-feira, 26. A informação é da Associação dos Agentes Prisionais de Goiás (Aspego). Segundo a entidade, os três agentes penitenciários foram rendidos e tiveram suas armas subtraídas. Durante a confusão, quatro detentos foram mortos. Vários ficaram feridos. Nove presos conseguiram escapar da cadeia.

Segundo a Polícia Militar (PM), um detento teve a cabeça decapitada. A PM deu uma versão diferente da Aspego. Ela afirma que houve rebelião no presídio e não uma invasão, conforme atesta os agentes penitenciários.

Seap confirma rebelião

A Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) informou, por meio de nota, que os presos da unidade prisional de Jussara se rebelaram. Por volta das 18 horas, os agentes penitenciários foram rendidos no momento que serviam o jantar.

A administração do presídio foi queimada e a viatura de escolta destruída pelos rebelados. O Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu conter o fogo na unidade.

A Seap informa que foi realizada perícia no local e foram tomadas todas as medidas administrativas para apurar as causas do ocorrido.

LEIA MAIS: Pistola, facas, celulares e drogas são apreendidos em revista a presídio de Aparecida

LEIA MAIS: Os 7 carros mais problemáticos do mercado brasileiro

Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter

 

 

 

Comentários do Facebook