Neymar e professor Felipão, me desculpem. Eu não torço desta vez

Guilherme e NeymarAmigo Neymar e professor Felipão, me desculpem, mas irei integrar o grupo do compositor Edu Krieger – que trabalha com nomes famosos, como as cantoras Ana Carolina, Maria Rita, Maria Gadu e Roberta Sá. Juntos, não iremos torcer por vocês nesta Copa. Edu é autor de uma música que critica duramente a organização do Mundial de 2014, no Brasil. Irei usar trechos desta canção para explicar o porquê não iremos torcer pela nossa Seleção.

Cansei de assistir o nosso povo definhando pouco a pouco. Eu sinto nojo da ‘maioria’ dos políticos brasileiros! Esse é meu sentimento. Essa é minha indignação com boa parte dos políticos goianos; boa parte. Nos programas das TVs, enquanto a FIFA se preocupa com padrões, somos guiados por ladrões que jogam sujo pra ganhar.

Felipão gostaria que os políticos fossem julgados pelas suas incompetências. Não quero mais ladrões travestidos de políticos, desertores de mentirosos. Não sei se o senhor sabe, mas o transporte coletivo de Goiânia é um caos. O usuário é humilhado e esculachado nos terminais de ônibus. A maioria dos políticos só gera indignação. Se não há Justiça para o povo, que não haja P az para os políticos corruptos.

Em 1994, o tetra fez o povo tão feliz. Mas não seremos verdadeiros campeões gastando mais de R$20 bilhões pra fazer Copa no País. Temos estádios lindos e monumentais, enquanto escolas e hospitais estão à beira de ruir.

Amigo Neymar,  e professor Felipão, se nós não fizermos nada estaremos fadados a padecer para sempre na mão destes políticos medíocres e incompetentes, que foram eleitos com o voto do povo e não correspondem as expectativas dessa gente que,  como eu, está cansada de ver o interesse da coletividade cada dia mais distante, pois os nossos políticos, a grande maioria, só se preocupam com interesses pessoais.

Professor Felipão, em 2002, quando Cafu ergueu a taça e exibiu suas raízes, num momento tão solene, revelou para o mundo a comunidade Jardim Irene, mostrando um retrato do Brasil,  e afirmando que a tão sonhada e prometida primavera ainda não havia chegado.  A vida vale mais que um gol e as melhorias, onde estão? Nossa pátria não floriu.

Neymar, muitos vereadores da minha querida Goiânia são manipulados pelos coronéis da área imobiliária (no momento oportuno divulgarei os nomes desses vereadores), contando com um gordo dinheiro para a próxima campanha. Estes parlamentares pouco fazem pela coletividade.

Essa é a minha simples e sincera opinião. Sei que não vai fazer com que aquele que ganha e vive mal deixe de ir até o final  junto com nossa Seleção. Mesmo sem grana pra pagar o ingresso caro, nunca vai deixar de amar o nosso escrete aonde for. O torcedor é que tem razão.

Guilherme Coelho é editor-chefe do Folha Z

Enquanto isso,  a segurança pública, a saúde e a educação estão à míngua. O governo brasileiro gastou R$ 2 bilhões somente no “plano de segurança” para a Copa do Mundo. Quantos hospitais seriam construídos com R$2 bilhões? Porém, para construir um hospital, o dinheiro simplesmente não existe. Mas para a Copa, brota dinheiro  de tudo que é buraco no chão. Desculpe, eu não torço desta vez.

Comentários do Facebook