“Goiânia está escura e encardida”, diz Thiago Albernaz

No auge da crise na Comurg, vereador afirma que a situação é um descaso com o povo

Por Fernanda Kalaoun

O vereador Thiago Albernaz surpreende pela tenra idade e por sua extraordinária vocação para se comunicar e falar com tanta propriedade sobre política. Em 2012, foi o vereador mais jovem ao assumir mandato, com 22 anos. Hoje, com 23, não considera a juventude sinônimo de amadorismo ou incompetência. Pelo contrário, o vereador acredita que sua capacidade vem da enorme disposição em assumir as pesadas responsabilidades do cargo público.

Thiago não é principiante na vida política. Desde de 2008, o jovem do clã Albernaz adentrou no Movimento Estudantil e filiou-se ao PSDB. Já atuou na direção política da Acieg Jovem e coordenou a Associação dos Jovens Empreendedores (AJE). Em 2012, assumiu a presidência do PSDB Jovem. No entanto, toda essa trajetória não ocorreu por acaso. O vereador é neto do ex-prefeito de Goiânia, Nion Albernaz, de quem herdou interesses profissionais por economia e política.

Vereador não mede críticas contra a prefeitura e é incisivo ao afirmar que situação do lixo em Goiânia é de descaso
Vereador não mede críticas contra a prefeitura e é incisivo ao afirmar que situação do lixo em Goiânia é de descaso

Ambições

E o céu não é o limite para o jovem vereador, eleito em sua primeira candidatura. Thiago almeja novos passos na vida pública, quiçá lançar-se como deputado estadual. “Nesse um ano e quatro meses em que estamos à frente do mandato na Câmara Municipal de Goiânia, ganhei musculatura política. O debate eleitoral no Legislativo também enriquece nosso conteúdo. E, claro, oportunidades são novos desafios e nós, que somos jovens, não vamos nos furtar a desafio nenhum”, disse ao Folha Z durante entrevista.

Nascido e criado na região sul de Goiânia, Thiago Albernaz mora, atualmente, no Jardim América, por onde declara um carinho especial. “Como vereador, tenho tido um olhar atento à essa região”, contou.

Comurg

A atual gestão do prefeito Paulo Garcia preocupa o vereador. No auge da crise na Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), Thiago Albernaz não conteve críticas contra a prefeitura e é incisivo ao dizer que considera o problema um “descaso com a população”. “O que temos visto se arrasta por conta de um mal planejamento da gestão da Comurg. A falta de caminhão e de material para que os coletores de lixo possam fazer o serviço trouxe essa situação de calamidade para Goiânia”, afirmou o vereador.

“Tivemos denúncias, no ano passado, de supersalários na Comurg. Ou seja, pessoas que recebiam até R$ 10 mil de hora extra. Dinheiro público sendo desviado de sua função. Há, também, os contratos de aluguel dos caminhões com reajustes superfaturados, que impossibilitou a prefeitura de efetuar o pagamento dessas faturas. Consequentemente, a empresa prestadora do serviço retirou esses caminhões de circulação”, explicou o tucano.

“Existe, ainda, uma dificuldade administrativa da Comurg em realizar licitações. Acompanhamos, no início deste ano, que houve uma demora de seis meses para conseguir a licitação da compra emergencial de lâmpadas para o município. O problema não é só a limpeza. Goiânia está escura e encardida. São vários os problemas que denunciamos na Câmara Municipal e que vivemos nos dias de hoje”, enumerou as causas da crise no órgão.

Corrida eleitoral

Em relação às eleições deste ano e a corrida para governador, Thiago Albernaz se coloca à disposição do partido e defende reeleição de Marconi. “Serei um soldado, um lutador e estarei pronto para defender nosso projeto para as eleições de 2014. O PSDB lidera a base do governo agora. É o partido do governador Marconi Perillo que, com certeza, será nosso candidato. Eu estarei à frente defendendo sua candidatura”, declarou com fervor.

Comentários do Facebook