Pior taxa desde início da pandemia, ocupação dos leitos de UTI chega a 97%

Secretaria Estadual de Saúde abriu 35 novos leitos emergenciais nesta 2ª feira (15/2)

Leitos de UTI para coronavírus atingem sua pior taxa em Goiás - Crédito: Hugo Barreto/Metrópoles

A taxa de ocupação dos leitos da rede estadual, em Goiás, alcançou seu maior nível desde o início da pandemia.

Na 2ª feira (15/2) de carnaval, o Estado amanheceu com 97% dos leitos ocupados.

Na capital, todos os leitos de UTI estaduais destinados à Covid-19 estavam ocupados, restando apenas 9 vagas no interior.

Como medida de emergência, a Secretaria Estadual de Saúde abriu novos 35 leitos de UTI. Entretanto 137 pessoas com casos graves de coronavírus aguardavam na fila.

O titular da pasta, Ismael Alexandrino, garantiu que o prazo máximo de espera por um leito é de 48 horas.

Casos

Os últimos dados da pasta de Saúde informaram que ao todo já são 372.809 pessoas contaminadas em Goiás.

Dentre os casos confirmados, 7.984 acometidos pela doença vieram à óbito.

Outros 358.065 se recuperaram do coronavírus no Estado.

A taxa de letalidade é de 2,14%.


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

 

 

Comentários do Facebook