Pastor com 490 mil seguidores é detido suspeito de abuso sexual | Foto: Divulgação / PC MG)
Pastor com 490 mil seguidores é detido suspeito de abuso sexual | Foto: Divulgação / PC MG)

Pastor evangélico e famoso na internet, um homem de 38 anos foi preso acusado de abuso sexual por mulheres que frequentavam seus cultos.

De acordo com o UOL, ele foi detido saía da igreja que administra em Belo Horizonte (MG).

Informações da Delegacia Especializada em Combate a Violência Sexual da Polícia Civil, 4 vítimas buscaram o serviço de denúncia para relatar os crimes.

À imprensa a delegada Cristiane Angelini afirmou que o pastor escolhia mulheres que passavam por momentos de dificuldade para atacar.

O investigado, cuja identidade foi preservada, tem cerca de 500 mil seguidores nas redes.

Investigação

A 1ª denúncia foi feita em 2018, por uma mulher de 27 anos.

Depois disso, foram identificadas outras 3, com idades entre 27 e 39 anos.

Seus depoimentos apontam que o pastor convidava as mulheres para realizar orações reservadas.

Nesses momentos, supostamente, ele determinava que elas reproduzissem atos sexuais, como colocar na boca o dedo polegar dele e receber abraços “fortes” pelas costas, mantendo contado com o órgão genital do homem.

Segundo os relatos, ele afirmava que essa era a única maneira de expulsar as “entidades” dos corpos das mulheres e ainda chegou a ameaçá-las caso contassem sobre o ocorrido para alguém.

Agora preso, ele pode responder por crime de violação sexual mediante fraude, cuja pena é de 2 a 6 anos de reclusão.

Professora chinesa desaparecida em Goiânia é encontrada


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook