Perdeu, cidadão! – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Em tempo de crise, o que aumenta são só os impostos (Foto: Ilustrativa)
Em tempo de crise, o que aumenta são só os impostos (Foto: Ilustrativa)

Perdeu, cidadão!

Esqueça a fantasiosa teoria de enxugamento de gastos defendida por Marconi Perillo, José Eliton e Ana Carla Abrão Costa. A verdadeira prática deve ser conferida no Diário Oficial: criação de 15 novos cargos, com salários de R$ 3 mil, motivada pela mudança de estrutura do antigo Gabinete Militar para Secretaria de Estado da Casa Militar. A justificativa é o reforço na segurança do governador, do vice e suas respectivas famílias.

Realidade das ruas

Enquanto isso boa parte das viaturas da Polícia Militar permanece sem rádio para comunicação com o Copom e os Distritos Policiais funcionando em situação precária na capital e no interior. O governo se defende alegando que os salários dos agentes de segurança pública de Goiás estão entre os mais altos do país. Uma pena que a boa remuneração não possa ser revertida em estrutura para o efetivo combate à criminalidade em todas as regiões do Estado.

Sexo dos anjos

O projeto denominado “Centro de Cara Limpa” enviado pela Prefeitura de Goiânia para apreciação da Câmara Municipal já nasceu morto. O pessimismo dos vereadores é geral porque a discussão para ordenar a fixação de placas e publicidades na região central teve início na gestão do prefeito Pedro Wilson, portanto há 15 anos, e nunca saiu do papel. O principal entrave diz respeito à fiscalização, problema crônico das últimas administrações.

Ex-prefeito de Goiânia Nion Albernaz, último do PSDB a ocupar o cargo / Foto: Reprodução
Ex-prefeito de Goiânia Nion Albernaz, último do PSDB a ocupar o cargo / Foto: Reprodução

Tarde demais

Aliás, as mais recentes referências administrativas em Goiânia – Nion Albernaz e Iris Rezende – obtiveram grande aprovação dos moradores por não perderem tempo com as chamadas propostas mirabolantes. Acabar com a sujeira visual no município dependeria de ampla fiscalização e conscientização coletiva por, no mínimo, dois mandatos. Qual avanço um prefeito pode obter no último ano do segundo governo?

Tempero no arroz com feijão

Em tempo: o segredo do sucesso de Nion e Iris em Goiânia foi fazer o básico bem feito, ou seja, garantir o efetivo funcionamento e manutenção dos serviços públicos e colocar “cerejas no bolo” do tipo paisagismo e obras de infraestrutura. Mais do que isso, principalmente em tempos de crise econômica, é dar murro em ponta de faca.

Rápidas

– O ano recomeça com Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, protagonizando novamente o noticiário com seu apetite financeiro para escândalos. Até quando?

– Uma coisa é criticar a incompetente Dilma Rousseff como presidente da República, outra coisa é achincalhar o ser humano, a avó do segundo neto. Nenhuma rejeição popular, por maior que seja, pode interferir no respeito ao próximo.

– Ainda bem que a novela do prêmio do gol mais bonito de 2015 termina segunda-feira. Ninguém mais aguenta ver a mala do Wendell Lira (Vila Nova).

Comentários do Facebook