Para psiquiatra, João de Deus está doente e pensa sobre suicídio | Foto: Reprodução

Preso há quase 3 meses, João de Deus pensou em se matar nesse tempo que passou no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

É o que aponta a “Revista Veja” em matéria sobre o homem de 77 anos acusado de estuprar centenas mulheres.

Segundo a publicação, laudos encomendados pela defesa do médium em fevereiro sugerem que ele teve perda de memória, queda no peso e enfrenta depressão.

Com 17 kg a menos, ele agora estaria se alimentando apenas com a ajuda de medicamentos.

A estratégia dos advogados é que os resultados ajudem a garantir a liberação de João de Deus ou, ao menos, uma transferência para um hospital.

Pensamentos suicidas

O psiquiatra Leo de Souza Machado diagnosticou que o médium não cometeu suicídio por causa da sua filha pequena e por não querer “contrariar a Deus”.

“O paciente mostrou-­se com higiene precária, cabelos desarrumados, barba grande e descuidada, halitose sugerindo ausência de escovação dentária regular, trajava uniforme da unidade onde está recolhido e este estava sujo e com manchas de urina”, escreveu no laudo.

Ele examinou João de Deus no dia 22 de fevereiro.

Wellington Camargo confirma encontro com João de Deus na prisão


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook e no Twitter

Comentários do Facebook