Ronilza Johnson morreu aos 46 anos | Foto: Reprodução
Ronilza Johnson morreu aos 46 anos | Foto: Reprodução

Uma mulher de 46 anos morreu após complicações de um procedimento estético em uma clínica clandestina em Anápolis.

O óbito foi registrado no sábado (2).

Residente na Inglaterra, Ronilza Johnson estava visitando o pai no Brasil e aproveitou para fazer o procedimento para aumentar as nádegas ao custo de R$ 9 mil.

Porém, ela começou a sentir sinais de infecção da aplicação de ácido hialurônico e teve que ser internada no Hospital Municipal de Anápolis (Huana) em estado grave.

Ela ficou mais de 1 mês na unidade até morrer.

Operação Apolo | Foto: Divulgação / PCGO
Operação Apolo | Foto: Divulgação / PCGO

Investigação

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos de realizarem o procedimento irregularmente já foram identificados.

Um deles é biomédico. O outro, estudante de Medicina, que faz o curso na na Bolívia e se apresentava como médico.

No âmbito da Operação Apolo, a PC cumpriu mandados de busca e apreensão na residência de ambos e na clínica em que eles atuavam.

Nos endereços, foram identificados medicamentos vencidos, tubos de coleta de sangue e receitas em branco.

Assaltante atira contra viatura e morre em confronto com a PM na Grande Goiânia


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook