Ronaldo | Foto: Wesley Costa
Ronaldo | Foto: Wesley Costa

O governador Ronaldo Caiado lançou nesta 4ª feira (5) o programa Sinaliza Goiás.

Os investimentos, de R$ 12 milhões somente na 1ª etapa, serão usados para implantar e revitalizar a sinalização viária de 127 municípios goianos.

As obras vão começar na região do Entorno do Distrito Federal (DF).

Dos 127 municípios atendidos na 1ª fase, 58 serão contemplados com materiais de sinalização viária.

O Detran-GO ainda vai adquirir 14.140 placas de sinalização vertical e implantar 144.390 metros de sinalização horizontal.

Os outros 69 municípios serão atendidos por empresas terceirizadas.

Elas devem implantar 15.630 placas e 157.350 metros quadrados de sinalização horizontal.

O lançamento do programa ocorreu na abertura oficial do Maio Amarelo, mês dedicado à prevenção de acidentes de trânsito e que envolve mais de 30 países.

“Até o final do nosso mandato, em 2022, todos os 246 municípios estarão 100% atendidos na sinalização de trânsito”, informa o governador.

Sinaliza Goiás

O Sinaliza Goiás foi desenvolvido pelo governo de Goiás, por meio do Detran-GO, para ajudar os municípios goianos a cumprirem o que estabelece a legislação federal referente à sinalização.

Para isso, o projeto que é dividido em etapas, vai adquirir quase 30 mil unidades de placas e implantar mais de 300 mil metros quadrados de sinalização horizontal.

As primeiras cidades beneficiadas estão na região do entorno do Distrito Federal (DF), são elas: Abadiânia, Águas Lindas, Alexânia, Cabeceiras, Cidade Ocidental, Cristalina, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso.

Para o governador, o programa promove condições para que as pessoas transitem com segurança e contribui para o processo educativo.

“Ao colocar uma faixa na porta de uma escola, hospital, em um cruzamento, cria-se uma cultura para as pessoas entenderem o quanto é importante respeitar aqueles locais. Isso salva vidas”, ponderou.

Atenção: Prazo para matrícula da CNH Social acaba na semana que vem


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook