Demissão por justa causa de homem que foi trabalhar bêbado em Aparecida é reiterada na 2ª instância da Justiça trabalhista | Foto: Ilustrativa / Pexels
Demissão por justa causa de homem que foi trabalhar bêbado em Aparecida é reiterada na 2ª instância da Justiça trabalhista | Foto: Ilustrativa / Pexels

Demitido por justa causa em razão de embriaguez no serviço, um funcionário de uma fábrica de alimentos em Aparecida não conseguiu reverter a situação na Justiça.

A demissão já havia sido considerada válida pela 2ª Vara do Trabalho, decisão que foi mantida pela 1ª Turma do TRT.

O auxiliar de serviços gerais alegou em recurso que a dispensa por justa causa foi severa demais.

Ele ainda afirmou que não estava embriagado, mas apenas de ressaca, e que tinha condições de trabalho.

Jogo da seleção

Segundo o homem, o problema ocorreu logo após um dos jogos do Brasil na Copa do Mundo de 2018.

Ele teria bebido cerveja para comemorar a vitória do Brasil sobre o México por 2 a 0.

No dia seguinte, de acordo com o gerente da fábrica, o homem chegou ao trabalho alterado, cambaleando e com cheiro de bebida alcoólica.

Em acórdão, os desembargadores consideraram que a embriaguez em serviço afeta o bom andamento do trabalho e 1 única ocorrência já é suficiente para a demissão por justa causa.

Mercado de Aparecida vai indenizar mulher que quebrou braço na loja


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook