A dúvida que assombra Valéria Pettersen

Vereadora licenciada anuncia nesta segunda-feira, 26, se vai ficar ou sair do cargo da Prefeitura de Goiânia 

A secretária de Relações Institucionais da Prefeitura de Goiânia, a vereadora licenciada de Aparecida de Goiânia, Valéria Pettersen (MDB), pensa em recuar do cargo, segundo fontes próximas a ela.

A emedebista teme desgaste com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, e com ex-deputado federal Daniel Vilela, presidente do MDB Goiás.

Ela foi nomeada no dia 14 de abril e sua desistência pode ser anunciada a qualquer momento.

O seu partido rompeu com o Republicanos – sigla do prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, quando quatorze secretários municipais, filiados ao MDB, decidiram de forma conjunta entregar os cargos no dia 5 de abril. O partido não estava satisfeito com a conduta do prefeito.

A permanência de Pettersen na capital contraria a decisão do MDB de não integrar a gestão de Rogério Cruz. Essa é a afirmação de interlocutores próximos ao prefeito de Aparecida.

No sentido de evitar qualquer desconforto desse tipo, Pettersen estuda a possibilidade de recuar do cargo em Goiânia e voltar com seus trabalhos na Câmara Municipal de Aparecida.

Decisão esta que agradaria o grupo de Daniel e não causaria desconforto a Gustavo Mendanha, seu principal aliado.

Pettersen chegou a ser convidada para assumir a Secretaria de Educação de Goiânia antes da saída de secretários, filiados ao MDB, da Prefeitura de Goiânia, quando Daniel Vilela ainda fazia parte do conselho gestor de Rogério Cruz, mas sua nomeação não ganhou força.

Segundo o deputado federal João Campos (Republicanos), Valéria é avaliada como uma profissional capacitada, com boas relações em Brasília, e tem uma vasta experiência na administração pública.

Foi secretária de Projetos e Captação de Recursos – na gestão do então prefeito Maguito Vilela -, pai de Daniel; e secretária de Educação, Cultura e Turismo, no 1º mandado de Gustavo Mendanha. No ano passado, foi eleita vereadora no município.


 

Comentários do Facebook